Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.091,08
    -116,88 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.908,18
    -121,36 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,68
    +0,56 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.855,70
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    40.099,03
    +175,98 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,60
    -16,01 (-1,58%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.551,41
    -87,12 (-0,30%)
     
  • NIKKEI

    29.350,42
    -90,88 (-0,31%)
     
  • NASDAQ

    14.038,00
    +7,75 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1131
    -0,0048 (-0,08%)
     

Evento de cultura lança marketplace para empreendedores negros

·1 minuto de leitura
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Considerado o maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América Latina, a Feira Preta, uma iniciativa da PretaHub, lançou, na última quinta-feira (13), uma plataforma de marketplace dedicada a empreendedores negros, indígenas, LGBTQIA+ e quilombolas.

Leia também:

O Marketplace Feira Preta tem o objetivo de ser o maior e-commerce de causas ativistas no Brasil. Na plataforma estarão cadastrados mais de 500 produtos de decoração, cosméticos, papelaria e afro-religiosos.

Para participar do marketplace, há duas exigências ao empreendedor: ter participado de pelo menos uma das 19 edições do Festival Feira Preta ou ter passado por uma das acelerações da PretaHub e também ser correntista do Santander, banco parceiro da organização.

Os empreendedores não serão cobrados pela publicação de anúncios na plataforma, mas haverá uma taxa de 15% sobre as vendas concretizadas.