Mercado abrirá em 9 h 19 min

Evasão escolar: o que é, causas e consequências

Redação Notícias
·2 minutos de leitura
Entende-se que evasão é diferente de abandono, pois o segundo é quando o aluno deixa de frequentar as aulas durante o ano letivo (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Entende-se que evasão é diferente de abandono, pois o segundo é quando o aluno deixa de frequentar as aulas durante o ano letivo (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Imagine a seguinte situação: um aluno com muitas faltas durante o ano letivo, sem regularidade alguma na escola. A consequência disso é a reprovação do ano letivo por baixa frequência. Se esse aluno não frequentar a escola no ano seguinte, ou seja, não fizer sua matrícula por desinteresse, desmotivação escolar, é considerado evasão.

Entende-se que evasão é diferente de abandono, pois o segundo é quando o aluno deixa de frequentar as aulas durante o ano letivo. Já a evasão é pautada pelo abandono (ou reprovação da série), mas principalmente por não realizarem a matrícula para dar sequência no ano seguinte.

Há um dado de 2013 da Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) que afirma que o Brasil é o 3º colocado com a maior taxa de evasão escolar do Mundo, sendo ela 24,3%.

É normal que se confunda o abandono com evasão, mas para entender melhor, veja as possíveis causas da evasão escolar:

Causas da evasão escolar:

  • Falta de interesse na escola

  • Dificuldade de aprendizagem

  • Necessidade de trabalhar

  • Falta de estímulo familiar

  • Questões de saúde

  • Transporte até o local de estudo

  • Doenças crônicas

  • Proposta pedagógica

Há soluções para muitas dessas causas. Principalmente se o assunto for proposta pedagógica e falta de interesse escolar, afinal também é responsabilidade da escola garantir a permanência do aluno em sala de aula.

E as consequências de um número alto de evasões, traz consequências para o aluno e para a sociedade também.

Consequências da evasão escolar

Desigualdade social, comprometimento do desenvolvimento cognitivo, intelectual e cultural são algumas das possíveis consequências da evasão.

Quanto mais os estudantes se afastam das escolas, mais desqualificação profissional vamos encontrar. É algo óbvio, mas que pode influenciar negativamente a economia do país e também na desigualdade social.

O indivíduo que abandona os estudos, provavelmente terá dificuldades de se colocar no mercado de trabalho. Levando em consideração que sem o certificado de conclusão do ensino médio, o que pode se conseguir são trabalhos com baixa remuneração.

Geralmente quem abandona a escola por necessidade financeira, acaba optando por trabalhar em 2 períodos. O que dificulta ainda mais a volta desse indivíduo aos estudos, e cada vez mais aumenta a dependência financeira.