Mercado abrirá em 7 h 13 min

Europa quer aumentar vida útil de celulares; entenda a proposta

As companhias deverão disponibilizar pelo menos 15 peças para conserto de aparelhos celulares (Getty Image)
As companhias deverão disponibilizar pelo menos 15 peças para conserto de aparelhos celulares (Getty Image)
  • A Comissão Europeia quer criar uma regra para diminuir a obsolescência programada

  • Regra forçaria fabricantes a fornecerem peças para manutenção dos aparelhos por 5 anos

  • A ideia é aumentar a vida dos dispositivos em cinco anos

Por definição, a obsolescência programada é a decisão de um fabricante propositalmente desenvolver um produto para consumo de obsoleto ou não funcional especificamente depois de algum tempo. Essa medida tem como objetivo forçar o consumidor a comprar a nova geração do item.

Pensando em coibir essa prática, a Comissão Europeia revelou que quer criar uma regra para forçar as empresas produtoras de smartphones a fornecerem peças para manutenção dos aparelhos.

Caso a medida seja aprovada, as companhias deverão disponibilizar pelo menos 15 peças para conserto de aparelhos, por cinco anos após o lançamento de cada aparelho.

A proposta tem como objetivo reduzir a emissão de carbono causada pela indústria de de celulares. De acordo com o Financial Times, aumentar a vida dos dispositivos em cinco anos é equivalente a eliminar a poluição de cinco milhões de carros.

A União Europeia ainda diz que que forçar as fabricantes a disponibilizarem itens mais duráveis poderia reduzir o lixo eletrônico e as taxas de reciclagem da Europa. Os consumidores também devem ter acesso garantido a substituição de baterias, monitores, carregadores, tampas traseiras e bandejas de cartão SIM/memória.

As empresas ainda devem realizar testes de bateria para garantir que os aparelhos sejam vendidos com baterias de alta qualidade. Caso a proposta for adotada em toda a Europa, ainda haverá uma nova etiqueta energética em smartphones e tablets, de maneira semelhante às que já existem em TVs comercializadas no continente.