Euro toca US$ 1,3175, nível mais elevado desde maio

O euro operava em forte alta ante o dólar nesta tarde, impulsionado por indicadores positivos sobre a economia dos Estados Unidos, que elevaram o apetite por risco. Analistas dizem que a moeda também é auxiliada por diversas notícias positivas vindas da Europa nos últimos dias, além de fatores técnicos. Por volta das 15h18 (de Brasília) o euro tocou US$ 1,3175, o maior nível desde 4 de maio.

Os indicadores econômicos divulgados nesta sexta-feira nos EUA foram positivos, com a alta de 1,1% na produção industrial em novembro, o salto do PMI industrial, que avançou para 54,2 na leitura preliminar de dezembro da Markit, e a inflação sob controle, com o índice de preços ao consumidor caindo 0,3% em novembro. Enquanto isso, ontem a União Europeia aprovou a liberação da nova parcela da ajuda internacional para a Grécia, praticamente acabando com a possibilidade de o país deixar a união monetária. Além disso, o bloco avançou com a implementação do supervisor bancário no ano que vem.

O euro acelerou seus ganhos após superar o nível de resistência de US$ 1,3120, segundo Greg Anderson, analista do Citigroup. Segundo ele, os ganhos podem se mostrar frágeis na próxima semana, principalmente se não houver um acordo para evitar o chamado abismo fiscal nos EUA. Às 15h30 o euro estava cotado a US$ 1,3164, de US$ 1,3078 no fim da tarde de ontem em Nova York. As informações são da Dow Jones.

Carregando...