Euro recua com demora para liberar recursos à Grécia

O euro recuou diante do dólar, em reação ao fraco índice de sentimento das empresas alemãs sobre a economia, do instituto ZEW, e refletindo a incerteza sobre a questão da dívida da Grécia. Pela manhã, o euro chegou a cair a US$ 1,2661, nível mais baixo em dois meses.

Os credores multilaterais da Grécia (Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e União Europeia) ainda não chegaram a um consenso sobre se vão liberar a parcela de 31,5 bilhões do programa de ajuda financeira à Grécia que deveriam ter sido repassados no segundo trimestre deste ano. No centro da discussão está a proposta de dar à Grécia mais dois anos para cumprir a meta de reduzir sua dívida a 120% do PIB. O FMI insiste em manter a data original de 2020.

Segundo o estrategista Richard Franulovich, do Eestpac Bank, quanto mais a troica adiar sua decisão, mais o euro vai enfraquecer, à medida que os investidores precificam o pior cenário possível. "Eu acredito que o euro decline gradualmente para US$ 1,24, enquanto as pessoas esperam por uma decisão sobre a Grécia. A bola agora está no campo da troica", disse Franulovich.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2705, de US$ 1,2710 na segunda-feira; o iene estava cotado a 79,39 por dólar de 79,48 por dólar ontem. As informações são da Dow Jones.

Carregando...