Euro recua ante dólar com temores sobre EUA

O euro recuou de uma máxima em uma semana ante o dólar nesta sexta-feira, devido à cautela dos investidores em meio à incerteza sobre as negociações orçamentárias nos EUA. Nem mesmo a notícia de que a Fitch reafirmou o rating AAA da França não conseguiu melhorar o humor dos investidores. O iene se mantém estável após recuar durante a noite para uma mínima em nove meses antes das eleições no Japão no domingo.

O euro caiu abaixo de US$ 1,31, após atingir US$ 1,3120 durante a sessão asiática, enquanto os investidores comemoravam um relatório que mostrou que o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar da China, medido pelo HSBC, subiu para 50,9 em dezembro - o nível mais alto em 14 meses - em comparação com a leitura final de 50,5 em novembro.

O euro recuou em relação ao iene também, afetado pela declaração do primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, de que a quarta maior economia da zona do euro só pedirá ajuda do Banco Central Europeu (BCE) se for necessário.

As moedas ligadas a commodities, como os dólares da Austrália e do Canadá, também reduziram os ganhos ante o dólar no overnight, à medida que a atenção se voltou para as negociações sobre o abismo fiscal nos EUA, uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem caso não haja acordo no Congresso, e os investidores decidiram se posicionar contra apostas arriscadas.

No Japão, pesquisas de opinião mostraram que o Partido Democrático Liberal (LDO) e seu parceiro de coalizão, o Novo Komeito, s encaminham para uma vitória esmagadora nas eleições, previstas para domingo. A pesquisa aumentou a especulação de que os dois partidos poderão conquistar até 300 dos 480 assentos em disputa, ou até mesmo o número mágico de 320, uma maioria absoluta que permitiria que eles anulasse a oposição a sua agenda legislativa na Câmara Alta.

A libra subiu ante o dólar, ignorando amplamente a notícia de que a Standard & Poor's colocou o rating do Reino Unido sob perspectiva negativa.

Às 10h50 (de Brasília), o euro estava em US$ 1,3077, de US$ 1,3078 no fim da quinta-feira em Nova York. O dólar estava em 83,71 ienes, de 83,65 ienes na quinta-feira 912). O euro estava em 109,48 ienes, de 109,38 ienes. A libra operava em US$ 1,6114, de US$ 1,6112 na quinta-feira (12). As informações são da Dow Jones.

Carregando...