Euro ignora 'abismo fiscal' nos EUA e mantém ganhos

Os mercados de câmbio praticamente ignoraram a escalada na retórica dos líderes políticos norte-americanos nas negociações para evitar o chamado "abismo fiscal" - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos programada para entrar em vigor no começo do ano que vem se não houver acordo - e o euro manteve os ganhos obtidos no início do dia.

Em Washington, democratas e republicanos digladiavam-se e mostravam-se irredutíveis em suas posições, mas a falta de repercussão no mercado de câmbio indica que os traders começam a considerar a retórica como "parte de um processo de negociação" que deve se acirrar nas próximas semanas, avalia Marc Chandler, diretor de câmbio da corretora Brown Brothers Harriman.

No fim da tarde, em Nova York, o euro era negociado a US$ 1,2986, de US$ 1,2979 na quinta-feira. O iene estava cotado a 82,48 por dólar, de 82,13 ienes por dólar na última sessão, e a 107,13 por euro, de 106,59 ienes por euro na véspera. A libra estava em US$ 1,6016, de US$ 1,6040 na quinta-feira. O dólar estava em 0,9280 franco suíço, de 0,9277 franco na sessão anterior. As informações são da Dow Jones.

Carregando...