Euro cai ante dólar com relatório da OCDE

O euro caiu ante o dólar nesta terça-feira, em meio ao ceticismo com o acordo sobre a dívida da Grécia anunciado mais cedo pelos credores oficiais do país. Um relatório negativo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre a zona do euro e a economia global como um tudo também colaborou para a onda de aversão ao risco, levando os investidores a comprar dólar.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2942, de 1,2972 no fim da tarde da segunda-feira. O dólar estava em 82,15 ienes, de 82,08 ienes na véspera. A libra esterlina operava a US$ 1,6017, de US$ 1,6025 na segunda-feira. E o índice Wall Street Journal Dollar, que pesa a moeda norte-americana ante um grupo de principais rivais, estava em 70,398 pontos, de 70,277 pontos.

Segundo a OCDE, assumindo que os piores riscos para a economia global não se concretizem, o Produto Interno Bruto (PIB) combinado de seus 34 países membros deve crescer 1,4% no próximo ano e 2,3% em 2014. Em maio, a previsão de crescimento da organização foi de 1,6% e 2,2%, respectivamente.

Enquanto isso, o líder da maioria no Senado dos EUA, o democrata Harry Reid, disse que houve "pouco progresso" nas negociações para a resolução do "abismo fiscal" - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem caso não haja acordo no Congresso. Reid e a Casa Branca buscam um aumento do teto da dívida como parte do acordo. Mas o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, negou que as negociações tenham chegado a um impasse. Segundo ele, qualquer afirmação de que as conversas tenham "desanimado" é "errada".

"O dólar se fortaleceu ante o euro principalmente em função do foco no 'abismo fiscal' e nós achamos que isso vai continuar até o fim do ano", afirma Darren Nelson, estrategista de câmbio da GPS Capital Markets. Segundo ele, indicadores econômicos positivos nos EUA também ajudaram o dólar.

Na Europa, após quase 13 horas de reunião, os credores oficiais da Grécia chegaram nesta madrugada a um acordo para reduzir a dívida do país ao nível sustentável de 110% do PIB até 2022. Esse acordo inclui uma extensão dos vencimentos dos empréstimos internacionais, um corte nas taxas de juros que o governo grego está pagando sobre os empréstimos e uma recompra de dívida.

Porém, uma das questões mais importantes para a Grécia, que é o recebimento da próxima parcela de ajuda internacional, continuou sem resposta. O acordo abriu caminho para que a Grécia receba 43,7 bilhões de euros - 34,4 bilhões de euros em dezembro e o restante durante o primeiro trimestre de 2013. No entanto, o Eurogrupo alertou que isso dependerá da implementação pela Grécia das determinações da troica, incluindo a realização de uma reforma fiscal até janeiro.

Após superar US$ 1,30 pela primeira vez em novembro durante a sessão asiática, o euro não conseguiu manter os ganhos na sessão europeia e tocou a mínima intraday de US$ 1,2916. "O que nós concluímos é que isso (o acordo sobre a dívida da Grécia) é outra tentativa de empurrar a questão com a barriga, porque essas medidas dificilmente serão suficientes para resolver os problemas gregos", comenta Thomas Kressin, diretor de estratégia cambial da Pimco em Munique. As informações são da Dow Jones.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,2224-0,0219-0,68%
    USDBRL=X
    3,6179-0,0318-0,87%
    EURBRL=X
    0,8904+0,0019+0,21%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação