Mercado fechará em 2 h 55 min

EUA: Voto antecipado no Texas ultrapassa o de 2016 e bate recorde

·2 minuto de leitura

Nem republicanos e democratas parecem saber a quem o engajamento inédito beneficiará Mais de 9 milhões de pessoas votaram de forma antecipada no Texas, nos Estados Unidos, até quinta-feira, ultrapassando o total de votos registrados no Estado em 2016 (8,97 milhões), um recorde até então. Nem republicanos e democratas parecem saber a quem esse comparecimento sem precedente às urnas beneficiará, mas, entre aliados de Joe Biden, há a esperança de que o ex-vice-presidente possa conquistar o Estado, algo que o Partido Democrata não consegue desde 1976. Pesquisas mostram uma disputa acirrada entre Biden e o presidente Donald Trump. Na média feita pelo site Real Clear Politics, o republicano vence o adversário por 2,3 pontos percentuais. Em 2016, a vitória sobre Hillary Clinton foi por 52,3% a 43,2%. Americano deposita seus votos em caixa de correio Nati Harnik/AP O projeto independente Cook Political Report mudou a projeção do Estado de “tendência republicana” para “indefinido” na quarta-feira. Como sinal da esperança democrata de levar o Estado, a senadora Kamala Harris, vice de Biden, fará comícios nesta sexta-feira em Houston, Fort Worth e McAllen. Segundo o U.S. Elections Project, do professor Michael McDonald, da Universidade da Flórida, mais de 83 milhões de pessoas já votaram de forma antecipada, sendo que 54 milhões desses votos foram enviados pelo correio, número também sem precedentes, em parte devido à pandemia de covid-19. Em 2016, cerca de 138 milhões de americanos foram às urnas. Se a tendência atual se mantiver, McDonald prevê que o total de votos desta eleição deve superar 150 milhões, o que significaria o maior comparecimento desde 1908. No Texas, os votos por correios podem ser recebidos até a próxima quarta-feira, um dia depois da data final da eleição.