Mercado fechará em 2 h 18 min
  • BOVESPA

    111.166,34
    +493,59 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.410,27
    +7,57 (+0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.785,80
    +15,30 (+0,86%)
     
  • BTC-USD

    66.403,78
    +3.737,78 (+5,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.546,13
    +65,32 (+4,41%)
     
  • S&P500

    4.538,27
    +18,64 (+0,41%)
     
  • DOW JONES

    35.662,77
    +205,46 (+0,58%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.396,00
    -2,50 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4672
    -0,0290 (-0,45%)
     

EUA tentam frear ransomware com sanções ao pagamento de resgate com criptomoedas

·2 minuto de leitura

O governo estadunidense vai criar sanções para diminuir o pagamento de resgates de sequestros digitais (ransomware) com o uso de criptomoedas. Entre as razões para isso está a dificuldade em rastrear as movimentações, o que incentiva os atacantes a ampliar a superfície de atuação a alvos que podem comprometer serviços essenciais para a população caso tenham suas operações interrompidas — a exemplo de redes de abastecimento de eletricidade ou combustível. Para isso, o Departamento do Tesouro dos EUA quer impor sanções já a partir da próxima semana.

Além disso, o órgão vai emitir diretrizes sobre os riscos associados à facilitação desses pagamentos. A ideia é paralisar o acesso dos cibercriminosos a uma forma de pagamento que apoia a indústria criminosa que representa ameaça à segurança nacional, pois pode atingir infraestrutura crítica, como empresas de eletricidade, hospitais e bancos.

Imagem: Reprodução/Elements/twenty20photos
Imagem: Reprodução/Elements/twenty20photos

A entidade vai publicar orientações sobre os riscos associados à facilitação de pagamentos de ransomware, como multas e outras penalidades. Até o fim do ano, novas regras contra lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo devem limitar o uso de criptomoedas como pagamentos desses ataques e outras atividades ilícitas.

As ações são a tentativa mais expressiva da administração de Joe Biden de interceptar o ecossistema de finanças digitais dos criminosos. Segundo especialistas em cibersegurança, ele é dos elementos que fizeram os ataques de ransomware prosperarem nos últimos anos.

O Departamento do Tesouro não comenta as novas normas e envolvidos com o assunto não especificam os alvos das sanções. Para uma ação efetiva, entretanto, o órgão precisa atingir as carteiras digitais que recebem as transações, as plataformas que convertem as moedas e os indivíduos que fazem as transações. A promessa é de que isso não vá afetar todo o segmento de criptoativos, e encontrar uma forma de não prejudicar os negócios legais é o maior desafio dessa iniciativa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos