Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.737,79
    -497,97 (-0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.445,22
    +637,01 (+1,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    94,28
    +2,35 (+2,56%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -11,00 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    24.097,19
    +409,00 (+1,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,89
    -3,85 (-0,67%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.333,75
    -58,25 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3229
    +0,0765 (+1,46%)
     

EUA recomendam que consumidor evite esterilizador com luz ultravioleta

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A FDA (agência reguladora dos Estados Unidos) recomendou aos consumidores que troquem seus aparelhos esterilizadores com raios ultravioleta por outros produtos mais seguros.

Segundo a agência, alguns deles emitem altos níveis de radiação UVC, que podem causar lesões na pele e nos olhos.

A técnica é usada há décadas, mas os esterilizadores com luz ultravioleta ganharam destaque no início da pandemia, quando explodiu a demanda por produtos que prometiam eliminar o coronavírus em ambientes e superfícies.

Em comunicado, a FDA divulgou uma lista de esterilizadores com índices de radiação que não são seguros. As fabricantes responsáveis são Max‐lux Corporation, OttLite Technologies, In My Bathroom, dba IMB, Vanelc, MerchSource, PhonoSoap e Magic UV Light Sanitizer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos