Mercado fechará em 4 h 26 min

EUA propõe à China retomar negociações comerciais

Operária trabalha em fábrica têxtil de Shangqiu, na China, em 8 de setembro de 2018.

Os Estados Unidos propuseram à China a retomada das negociações sobre suas divergências comerciais antes que o presidente Donald Trump impusesse tarifas a mais produtos chineses, informou o Wall Street Journal nesta quarta-feira.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, enviou recentemente um convite aos chineses para uma nova reunião em nível ministerial nas próximas semanas, disse o jornal. A reunião poderia ocorrer em Washington ou Pequim.

Contactado pela AFP, o Tesouro não respondeu aos pedidos de comentários sobre as informações.

O gesto de Washington vem à tona quando o governo Trump se considera pronto para aplicar tarifas de 15% a 200 bilhões de dólares em produtos chineses. Essas tarifas serão adicionadas àquelas já aplicadas a 50 bilhões em bens do país asiático e às do aço e do alumínio.

Já a China respondeu com tarifas idênticas à mesma quantidade de produtos dos Estados Unidos.

Trump ameaçou taxar metade das importações da China que no ano passado totalizaram 500 bilhões de dólares.

O presidente quer punir práticas comerciais chinesas que ele considera desleais e que prejudicam o emprego nos Estados Unidos. Também quer reduzir o déficit comercial bilateral que em 2017 foi de 375 bilhões de dólares.