Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,83
    -0,20 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.923,90
    -5,60 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    12.915,04
    +1.858,03 (+16,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    258,13
    +13,24 (+5,41%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.549,42
    -90,04 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    11.603,50
    -87,75 (-0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6510
    +0,0010 (+0,02%)
     

EUA proíbe imigração de filiados a partidos comunistas

Redação Notícias
·2 minutos de leitura
A view of the Embassy of the United States in Lima October 3, 2014. According to a press release from the U.S. Embassy in Lima, the embassy in 2013 had issued almost 84,000 nonimmigrant visas and more than 5,100 immigrant visas to residents of Peru. REUTERS/Mariana Bazo (PERU - Tags: POLITICS SOCIETY IMMIGRATION)
A view of the Embassy of the United States in Lima October 3, 2014. According to a press release from the U.S. Embassy in Lima, the embassy in 2013 had issued almost 84,000 nonimmigrant visas and more than 5,100 immigrant visas to residents of Peru. REUTERS/Mariana Bazo (PERU - Tags: POLITICS SOCIETY IMMIGRATION)

Os Estados Unidos não vão mais autorizar a imigração de pessoas que são ou já foram ligadas de alguma forma a partidos comunistas. A medida foi anunciada no início de outubro pelo Serviço de Cidadania e Imigração do Departamento de Segurança Nacional dos EUA.

A resolução estabelece a inadmissibilidade de membros ou filiados a Partidos Comunistas ou qualquer outro partido “totalitário” para o status de estrangeiros com residência permanente legal nos Estados Unidos.

Leia também

De acordo com a resolução, a adesão ou filiação ao Partido Comunista (ou qualquer outro partido totalitário), independente do país de origem do imigrante, é inconsistente e incompatível com o Juramento de Lealdade de Naturalização aos Estados Unidos da América - parte do processo de obtenção do status de estrangeiro com residência legal naquele país.

O cidadão assume, nesse juramente, o compromisso de “apoiar e defender a Constituição e as leis dos Estados Unidos”.

O documento ainda diz que deve haver evidências suficientes desta ligação com partidos totalitários para que os oficias declarem a inadmissibilidade de concessão da autorização do status de imigrante legal permanente, que podem ser encontradas em documentos ou relatos escritos ou falados que comprovem a ligação do requerente aos partidos em questão.

Pelo menos por enquanto, o processo de concessão de vistos de entrada no país não teve alteração.

Essa mudança foi aprovada no Congresso americano e faz parte de um pacote de medidas em relação às ameaças à proteção e segurança do país.

O país com cidadãos mais atingidos pela resolução é a China.

Em julho de 2020, o governo dos Estados Unidos impôs proibições de viagem a funcionários da Huawei, gigante chinesa de tecnologia, e de outras empresas do país que os EUA julgam estarem ajudando na repressão aos direitos humanos.