Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.249,71
    +61,22 (+0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

EUA precisam de desemprego de 5% por cinco anos, diz Summers

(Bloomberg) -- O ex-secretário do Tesouro americano Lawrence Summers disse que a taxa de desemprego nos EUA precisaria subir acima de 5% por um período sustentado para conter a inflação mais alta em quatro décadas.

“Precisamos de cinco anos de desemprego acima de 5% para conter a inflação – em outras palavras, precisamos de dois anos de desemprego de 7,5% ou cinco anos de desemprego de 6% ou um ano de desemprego de 10%”, disse Summers em um discurso em Londres segunda-feira.

Os formuladores de política monetária do Fed subiram juros em 0,75 ponto percentual na quarta-feira, o maior aumento desde 1994. Em suas perspectivas, eles sinalizaram que veem queda da inflação de mais de 6% hoje para menos de 3% no próximo ano e perto de 2% em 2024. A previsão mediana mostra alta no desemprego de 3,6% em maio para 4,1% até 2024.

“A diferença entre 7,5% de desemprego por dois anos e 4,1% de desemprego por um ano é imensa”, disse Summers, professor da Universidade de Harvard e colaborador pago da Bloomberg Television. “Será que o nosso banco central está preparado para fazer o que for necessário para estabilizar a inflação se algo como o que eu estimei for necessário?”

O Fed disse na sexta-feira que fará o que for necessário para controlar os preços, reiterando que a estabilidade de preços é necessária para apoiar um mercado de trabalho forte e chamando seu compromisso de conter a inflação de “incondicional”.

Summers repetiu suas afirmações anteriores de que a tarefa do Fed de moderar os ganhos de preços é semelhante em escala à do ex-presidente Paul Volcker, que teve que arquitetar uma recessão profunda e desemprego de dois dígitos há 40 anos para controlar a inflação.

“Os EUA podem precisar de um aperto monetário tão severo quanto Paul Volcker fez no final dos anos 70 e início dos anos 80”, disse Summers.

Ele disse que o banco central deve deixar de fornecer comunicação ao público sobre o provável curso futuro da política monetária.

“O retorno à humildade, o abandono da estimativa para o futuro como ferramenta política é totalmente apropriado”, disse Summers. “É provável que seja necessário fazer escolhas muito mais difíceis do que as já contempladas.”

“Temo que teremos elementos de estagnação secular e estagflação secular”, disse ele.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos