EUA poderão ser maior produtor de combustíveis líquidos

A produção total de combustíveis líquidos dos EUA poderá igualar, ou superar, a da Arábia Saudita, até o próximo ano, mas a produção de petróleo bruto continuará abaixo da produção do gigante do Oriente Médio, afirmou o diretor da Administração de Informação de Energia (AIE) dos EUA, Adam Sieminski.

A produção de petróleo dos EUA atingirá uma média de 8 milhões de barris por dia até o fim do próximo ano, o maior nível médio anual da produção desde 1988, graças ao boom do óleo de xisto, disse Sieminski em entrevista em Riyadh, na Arábia Saudita.

Os EUA deverão ter uma produção de petróleo bruto menor que a da Arábia saudita, mas a produção de outros combustíveis líquidos será maior, ressaltou o diretor do órgão norte-americano.

Os EUA produzem também cerca de 2,5 milhões de barris por dia de líquidos de gás natural, enquanto os aumentos dos biocombustíveis e dos volumes na produção das refinarias adicionaram mais 2 milhões de barris por dia. A Arábia Saudita tem cerca de 10 milhões de barris por dia de produção de petróleo bruto e 1,5 milhão de barris diários de líquidos de gás natural, disse Sieminski.

"Se os EUA obtiverem até 8 milhões de barris por dia de petróleo bruto, e esses outros números ficarem na mesma faixa...isso nos tornará iguais aos números na Arábia Saudita", acrescentou.

No entanto, o reino poderá aumentar gradualmente também sua própria produção através do aumento da capacidade sobressalente, ou expansão da infraestrutura, disse Sieminski.

A Agência Internacional de Energia prevê que a Arábia Saudita é atualmente capaz de produzir até 11,9 milhões de barris por dia de petróleo bruto, ante produção de cerca de 9 milhões de barris por dia em dezembro do ano passado.

Apesar desses mudanças, "o importante é a continua relação entre os EUA e Arábia Saudita e a tentativa para estabilizar os mercados globais de petróleo", afirmou Sieminski.

A produção de petróleo dos EUA totalizou 6,4 bilhões de barris por dia no ano passado e crescerá acima de 7 milhões de barris por dia neste ano, segundo ele. As informações são da Dow Jones.

Carregando...