Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,14
    +0,57 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.823,50
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    20.734,62
    -290,50 (-1,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,80
    -6,00 (-1,30%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.069,25
    +28,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5281
    -0,0160 (-0,29%)
     

EUA pede à Rússia que abra portos ucranianos para liberar grãos

Os Estados Unidos exigiram nesta quinta-feira (16) que a Rússia concorde em abrir rapidamente os portos ucranianos para permitir a exportação de milhões de toneladas de grãos armazenados.

O secretário de Agricultura dos EUA, Tom Vilsack, disse que a Rússia "deveria agir imediatamente para abrir esses portos e acabar com esta guerra". "A comida não deve ser usada como arma", disse ele em uma conferência após várias discussões na ONU.

Há semanas, a ONU negocia com Moscou, Kiev e Ancara um acordo que permite que os cereais ucranianos deixem o país e os fertilizantes russos retornem ao mercado internacional. Moscou reclama dos obstáculos às suas exportações devido às sanções que lhe foram impostas por invadir a Ucrânia.

Se um acordo for alcançado, o preço dos produtos deve cair e a crise alimentar mundial, que está sendo agravada pela guerra na Ucrânia, seria mitigada.

Vilsak disse esperar que os russos negociem "seriamente e não apenas para dar uma imagem" de boa vontade.

"Quero que a Rússia, em primeiro lugar, acabe com esta guerra e, em segundo lugar, garanta que negocia de boa fé para reabrir os portos e que o faça rapidamente. A necessidade é imediata", disse ele.

Questionado sobre um projeto do presidente Joe Biden para instalar silos na Polônia para armazenar grãos ucranianos, Vilsak disse que estão sendo feitos esforços para "reduzir o risco de perda de grãos" por roubo e também para cuidar de sua qualidade.

A Turquia disse na quarta-feira que está pronta para sediar uma "reunião de quatro vias" com a ONU, Rússia e Ucrânia para organizar a saída de grãos ucranianos pelo Mar Negro.

Dezenas de milhões de toneladas de trigo são armazenadas em portos ucranianos bloqueados pela Rússia e seu transporte tornou-se muito perigoso devido às minas espalhadas no Mar Negro.

prh/gm/dg/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos