Mercado fechará em 4 h 41 min

EUA passam de 117 mil mortes por covid-19 com alta do contágio em 9 Estados

Dow Jones Newswires

Vice-presidente falou em “preocupações exageradas” e foi refutado por especialistas em saúde O número de mortos por covid-19 nos Estados Unidos subiu acima de 117 mil nesta na quarta-feira, em meio a notícias de aumento do contágio em pelo menos nove Estados, com números recordes de casos diários ou na média dos últimos sete dias.

Alabama, Arizona, Flórida, Nevada, Carolina do Norte, Oklahoma, Oregon, Carolina do Sul e Texas estão vendo a quantidade de infectados subir, de acordo com uma análise do "The Washington Post".

Jeenah Moon/Bloomberg

Na terça-feira, em artigo publicado no "The Wall Street Journal", o vice-presidente Mike Pence afirmou que as preocupações com uma segunda onda de casos de covid-19 no fim do ano foram "exageradas" e que à mídia tenta assustar os americanos.

Seus comentários foram refutados por especialistas em saúde, que continuam pedindo às pessoas que usem máscaras, lavem as mãos com frequência e mantenham a distância social para evitar mais mortes e dificuldades econômicas.

Anthony Fauci, chefe do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, disse que o atual debate sobre uma segunda onda de infecções é redundante, pois os EUA ainda estão lidando os casos de covid-19 da primeira onda.

"Estamos vendo infecções em maior grau do que haviam visto anteriormente em certos Estados, incluindo Estados no Sudoeste e no Sul", disse Fauci. "Não gosto de falar sobre uma segunda onda agora, porque ainda nem saímos da nossa primeira", disse.

Atualmente, existem 8,2 milhões de casos confirmados de covid-19 em todo o mundo e pelo menos 445.012 pessoas morreram em decorrência da doença, segundo dados agregados pela Johns Hopkins University.

Os EUA têm o maior número de casos (2,14 milhões) e de mortes (117.129) no mundo. O Brasil é o segundo país mais atingido pela pandemia, com 923.189 casos e 45.241 mortes, e o Reino Unido, o terceiro, com 300.715 casos e 42.238 mortes.