Mercado fechará em 2 h 35 min
  • BOVESPA

    110.301,41
    +1.813,52 (+1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.808,76
    +290,46 (+0,56%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,95
    -0,33 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.846,90
    +4,80 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    30.109,56
    +28,58 (+0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,76
    +0,89 (+0,13%)
     
  • S&P500

    3.953,51
    +52,15 (+1,34%)
     
  • DOW JONES

    31.801,37
    +539,47 (+1,73%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.958,50
    +117,75 (+0,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1303
    -0,0225 (-0,44%)
     

EUA limitam uso da vacina anticovid da Johnson & Johnson

A vacina da J&J, que foi autorizada com uma dose única, protege menos que os imunizantes da Pfizer e Moderna (AFP/JUSTIN TALLIS) (JUSTIN TALLIS)

Os Estados Unidos disseram nesta quinta-feira (5) que apenas os adultos que “tenham preocupações pessoais” sobre as vacinas de RNA mensageiro, problemas de acesso ou razões médicas para recusá-las poderão agora receber o imunizante contra a covid-19 da Johnson & Johnson (J&J), relacionado a uma incomum e potencialmente perigosa coagulação.

A vacina, que é de dose única, protege menos que aquelas desenvolvidas pela Pfizer e Moderna, e em dezembro os Centros dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) aconselharam o público a evitá-la.

A decisão de quinta-feira da Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA) se baseia nessa recomendação ao limitar a autorização de uso de emergência da vacina da J&J.

“A ação de hoje demonstra a solidez de nossos sistemas de vigilância de segurança e nosso compromisso de garantir que a ciência e os dados guiem nossas decisões”, disse Peter Marks, cientista da FDA, em um comunicado.

Até 18 de março, foram registrados 60 casos e 9 mortes por trombose com síndrome de trombocitopenia (STT, na sigla em inglês), que produz coágulos de sangue raros e potencialmente mortais com níveis baixos de plaquetas no sangue.

Os sintomas começam aproximadamente uma ou duas semanas depois da injeção e ocorre com maior frequência em mulheres na pré-menopausa.

Devido às preocupações sobre essa vacina, só foram administradas 18,7 milhões de suas doses nos Estados Unidos, cerca de 3,2% do total nacional de 577 milhões.

No entanto, o FDA não retirou completamente sua autorização, e Marks reconheceu o impacto que uma proibição global da vacina da J&J poderia ter.

Embora os raros casos de inflamação do coração em garotos adolescentes e homens jovens sejam geralmente transitórios e a maioria se recupere por completo, os grupos antivacina também pleitearam medidas mais amplas contra as vacinas de RNAm, vinculadas a teorias da conspiração.

Apesar desse tipo de reserva não se basear em evidências, a exceção para usar o imunizante da J&J se estende a quem “tem preocupações pessoais sobre receber vacinas de RNAm e de outra forma não receberia a vacina contra a covid-19”, indica o comunicado do FDA.

ia/bfm/ag/gm/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos