Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,72
    +0,44 (+0,67%)
     
  • OURO

    1.815,90
    -20,20 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    54.654,64
    -1.954,09 (-3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,45
    -82,38 (-5,27%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.965,25
    -380,75 (-2,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4054
    +0,0600 (+0,95%)
     

EUA liberam vacinação contra Covid para maiores de 16 anos

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A 13 dias do previsto, o governo Joe Biden anunciou que todos os adultos dos EUA poderão se vacinar contra a Covid-19. A partir desta segunda-feira (19), pessoas com 16 anos ou mais podem receber as doses nos milhares de centros espalhados pelo país. Em março, o democrata havia prometido que isso seria possível em 1º de maio. Assim como a aplicação de 100 milhões de injeções, a meta foi cumprida com antecedência. Em vídeo publicado em sua rede social, o presidente americano insiste para que as pessoas procurem se vacinar. "Estamos fazendo um progresso enorme, mas ainda estamos na corrida contra esse vírus e precisamos vacinar mais dezenas de milhões de americanos", disse Biden. Na sequência, o mandatário insistiu que um feriado de 4 de Julho (independência americana) seguro e feliz é possível, com pequenos grupos de amigos e familiares reunidos no quintal de casa. O democrata também reforçou que os imunizantes são a melhor forma de combater a pandemia, em especial devido às novas variantes, e de encaminhar o país para uma normalidade. Ressaltou ainda a gratuidade das injeções e a conveniência de se vacinar. Com um início lento na administração das doses, os EUA saltaram de uma média de 900 mil vacinas aplicadas por dia entre dezembro e janeiro para entre 2,6 milhões e quase 4 milhões na última semana. Para aplicar os milhões de doses, há mais de 60 mil locais de vacinação no país, segundo dados apresentados por Andy Slavitt, integrante da força-tarefa da Casa Branca para pandemia, em entrevista coletiva nesta segunda. Ele acrescentou que ao menos 90% dos americanos dispõem de um local para tomar as injeções a 8 km de distância de onde moram. Também nesta segunda, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que mais da metade dos adultos nos EUA receberam ao menos uma dose e mais de 32%, as duas. Entre os idosos, 81% tomaram a primeira injeção, enquanto cerca de dois terços estão completamente vacinados. No vídeo divulgado, Biden pediu ainda que se fale da eficácia e da segurança dos imunizantes para pessoas que ainda estão receosas. Os EUA chegaram a ver uma resistência de 50% de sua população em se vacinar, percentual que caiu para 26%, segundo o último levantamento do Instituto Gallup, no fim de março. Líder mundial em casos e mortes por Covid-19, o país soma 31,7 milhões de infectados e 567,6 mil óbitos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins (EUA).