Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.800,16
    -236,75 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

EUA já se preparam contra quebra de criptografia por computadores quânticos

O governo dos EUA anunciou uma série de medidas com o objetivo de mitigar os futuros riscos possíveis da disseminação da computação quântica mundialmente. A preocupação é que essas máquinas sejam utilizadas para quebrar elementos confidenciais protegidos por criptografia de alto nível.

A implementação dessas medidas ainda não tem uma data específica para ocorrer, mas o governo dos EUA quer que o máximo possível delas esteja em vigor na maioria dos sistemas e empresas do país até 2035.

Entre as medidas, a de maior destaque é a migração para sistemas que sejam resistentes as análises de cifras criptografadas realizadas por alguns modelos de computadores quânticos em teste no mundo todo atualmente.

As medidas são esperadas em todos os setores dos EUA, desde o governo até provedores de serviços de nuvem, e segue as recomendações feitas pelo centro de cibersegurança da OTAN recentemente para proteção contra ferramentas disponíveis no futuro quântico.

Recomendações podem ter relação com pesquisa quântica na China

<em>EUA pode ter divulgado memorando sobre computadores quânticos por consequência de progresso da China no setor. (Imagem: Reprodução/Free-Photos/Pixabay)</em>
EUA pode ter divulgado memorando sobre computadores quânticos por consequência de progresso da China no setor. (Imagem: Reprodução/Free-Photos/Pixabay)

Tanto as recomendações feitas pela OTAN recentemente quanto o memorando dos EUA sobre segurança contra computadores quânticos vêm em meio a notícias de que as pesquisas da China nessa área estão avançando.

Segundo resultados publicados em 2021, pesquisadores chineses afirmam ter desenvolvido computadores quânticos que conseguem realizar tarefas mais complexas que os desenvolvidos pelo Google, que desde 2019 eram tidos como o ápice da tecnologia — o funcionamento da máquina chinesa foi divulgado na plataforma ArXiv.

Ao mesmo tempo, as máquinas quânticas ainda estão longe de uma viabilidade concreta, então as recomendações do governo dos EUA servem mais como alertas prévios do que obrigações, pelo menos agora em 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos