Mercado fechará em 1 h 11 min
  • BOVESPA

    113.303,49
    +1.030,48 (+0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.471,55
    -49,88 (-0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,69
    +0,79 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.945,70
    +6,50 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    23.174,49
    -6,34 (-0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,26
    +7,46 (+1,44%)
     
  • S&P500

    4.049,47
    +31,70 (+0,79%)
     
  • DOW JONES

    33.866,50
    +149,41 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.085,50
    +117,50 (+0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5279
    -0,0191 (-0,34%)
     

EUA fecham corretora cripto e alertam: “Operar no exterior não o protegerá”

Algemas próximo de bitcoin e notas de dólar
Algemas próximo de bitcoin e notas de dólar

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou que o FBI prendeu Anatoly Legkodymov nesta terça-feira (18) em Miami. Segundo a agência, o russo era fundador da Bitzlato, uma corretora de criptomoedas registrada em Hong Kong.

As alegações apontam que a Bitzlato possuíam uma forte ligação com o mercado negro Hydra, fechado por autoridades alemãs em abril do ano passado.

“A Hydra e a Bitzlato formaram um eixo de alta tecnologia de crime com criptomoedas”, anunciou Lisa Monaco, procuradora-geral adjunta dos EUA.

“Os compradores da Hydra financiaram compras ilícitas — de drogas ilegais, informações financeiras roubadas e serviços de hackers — de contas cripto hospedadas na Bitzlato, e os vendedores desses bens e serviços ilegais na Hydra enviaram os lucros para contas na Bitzlato”

“Tudo no valor de mais de US$ 700 milhões em transferências diretas e indiretas entre 2018 e 2022.”

Por ser uma corretora insignificante para o mercado, as criptomoedas não tiveram alterações. Bitcoin, por exemplo, segue em tendência de alta, ainda próximo da região US$ 21.000.

EUA manda mensagem clara para corretoras

Embora o fechamento da Bitzlato não tenha impactado o mercado, o Departamento de Justiça americana fez questão de usar o anúncio para enviar uma mensagem para outros players.

“Para todos aqueles que exploram o ecossistema de criptomoedas para permitir o crime com criptomoedas, temos uma mensagem clara: não iremos apenas visar hackers, fraudadores e criminosos que mascaram seus lucros em criptomoedas”, declarou Lisa Monaco. “Também estamos usando toda a força do Departamento de Justiça contra os atores ilícitos e entidades que apoiam os cibercriminosos — como Legkodymov e Bitzlato.”

“Operar no exterior ou mover seus servidores para fora dos EUA não o protegerá.”

Portanto, é possível que os EUA já estejam investigando outros casos semelhantes. De qualquer forma, isso não parece ter ligação com o público mainstream e não deve afetar o preço das criptomoedas.

Site da Bitzlato fora do ar

Quanto a Bitzlato, seu site já se encontra fora do ar. Segundo o DoJ, a ação contou com parceiros internacionais, que ajudaram a derrubar e apreender os servidores da corretora.

Embora tenha mencionado a apreensão de criptomoedas da Bitzlato, a agência americana não revelou os montantes. Outro ponto omitido é o que a agência fará com saldos de clientes da corretora que não tinham ligação com atividades ilegais.

Por fim, esta é mais uma mostra que os EUA estão focados na indústria de criptomoedas e que barreiras geográficas não são nenhum problema para eles.

Fonte: EUA fecham corretora cripto e alertam: “Operar no exterior não o protegerá”

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.