Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,27
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.867,40
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    43.130,90
    -2.472,91 (-5,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.195,01
    -2,91 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.194,09
    +166,52 (+0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.824,83
    -259,67 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.304,50
    +1,00 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4100
    +0,0060 (+0,09%)
     

EUA enviará insumos médicos à Índia para ajudar na luta contra covid

·1 minuto de leitura
(ARQUIVOS) Neste arquivo de foto, o Conselheiro Médico Chefe da Casa Branca na Covid-19, Dr. Anthony Fauci.Os Estados Unidos considerarão o envio de vacinas excedentes da AstraZeneca para a Índia, à medida que a reação contra seu estoque cresce e o gigante do sul da Ásia sofre uma onda de Covid-19 , disse o principal conselheiro de pandemia dos EUA, Anthony Fauci, em 25 de abril de 2021. Os países ocidentais, incluindo a Grã-Bretanha e a Alemanha, prometeram ajudar à medida que a crise do coronavírus na Índia cresce, levando a aumentos no número de casos globais nos últimos dias, mesmo com o número de vacinas administradas globalmente ultrapassando um bilhão marca.

Os Estados Unidos enviarão "imediatamente" para a Índia, que enfrenta uma onda de infecções pela Covid-19, material para fabricação de vacinas, além de terapias, testes, ventiladores e equipamentos de proteção, informou a Casa Branca neste domingo (25).

"Os Estados Unidos identificaram a origem de matéria-prima específica necessária para a fabricação na Índia de vacinas contra a Covid, que será fornecida imediatamente àquele país", indica o comunicado da Casa Branca.

Washington também "identificou suprimentos terapêuticos, kits de teste de diagnóstico rápido, ventiladores e equipamentos de proteção individual que serão disponibilizados imediatamente à Índia", disse a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Emily Horne.

Com 1,3 bilhão de habitantes, a Índia registrou quase 350.000 infecções e 2.767 mortes por covid-19 em 24 horas, para um total de 16.960.172 casos e 192.311 mortes. Na capital, Nova Delhi, os hospitais estão lotados, com falta de oxigênio e medicamentos.

Os Estados Unidos não mencionaram o envio de vacinas excedentes da AstraZeneca para a Índia, depois que o principal conselheiro dos EUA sobre a pandemia, Anthony Fauci, disse hoje que essa possibilidade seria considerada. Grã-Bretanha, França e Alemanha prometeram ajudar à medida que a crise do coronavírus na Índia crescesse.

st/to/yo/dga/gf/lb