Mercado abrirá em 7 h 10 min
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,86
    +0,27 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -4,50 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    29.067,29
    -915,68 (-3,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    647,35
    -23,33 (-3,48%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.118,55
    -525,73 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    26.445,44
    -465,76 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.886,25
    -49,25 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2319
    +0,0136 (+0,26%)
     

EUA enviam maior volume de petróleo à Europa em anos com guerra

(Bloomberg) -- Os EUA enviaram a maior quantidade de petróleo a Europa desde que Washington encerrou sua proibição a exportações há mais de seis anos, em meio à busca por alternativas aos suprimentos russos.

Em abril, os produtores americanos exportaram quase 50 milhões de barris de petróleo para compradores europeus a partir dos principais terminais no Texas e na Louisiana, segundo dados de rastreamento de navios compilados pela Bloomberg. Isso representou quase a metade de todos os embarques da Costa do Golfo, o principal polo petrolífero dos EUA.

As opções de fornecimento para a Europa encolheram à medida que compradores do continente evitam o petróleo da Rússia após a invasão da Ucrânia, piorando um quadro de oferta já apertado.

Apesar da dependência do fornecimento de energia russa, alguns países europeus pedem uma resposta mais forte à guerra, incluindo uma proibição oficial ao petróleo. Enquanto isso, o fornecimento de petróleo do Mar do Norte deve cair em junho para o nível mais baixo em mais de uma década devido à manutenção em vários campos petrolíferos da região.

Com a previsão de aumento na produção americana, os volumes destinados à Europa devem continuar a crescer e preencher lacunas deixadas por questões geopolíticos e fundamentos de mercado.

Os embarques para a Europa no mês passado incluíram três superpetroleiros, que podem transportar 2 milhões de barris cada.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos