Mercado fechado

EUA: Economistas estão menos otimistas sobre crescimento da atividade no 4º tri

Valor
·1 minuto de leitura

Projeções de alta para o período recuaram de 6,8% em junho para 4,9%; para o ano que vem, de 4,8% para 3,6% O caminho à frente para a economia dos EUA parece mais difícil agora do que em junho, de acordo com uma pesquisa com economistas divulgada nesta segunda-feira pela associação nacional para economistas de negócios privados (Nabe, na sigla em inglês). Embora o crescimento deva continuar, um painel de 52 economistas reduziu sua previsão para a projeção de crescimento para os últimos três meses deste ano e para 2021. Segundo os economistas consultados pela Nabe, a economia americana crescerá 4,9% no último trimestre do ano, e não mais 6,8% como haviam previsto antes. No balanço do ano, o PIB americano deve cair 4,3%. A mediana das previsões para o crescimento real do PIB em 2021 também foi reduzida para 3,6% ao ano, em comparação com a taxa de 4,8% prevista na pesquisa anterior, em junho. O crescimento mais lento tornará a situação mais difícil para que os trabalhadores desempregados encontrem novos empregos, aponta a Nabe. De acordo com a pesquisa, mais de 50% dos economistas entrevistados acham que entre 10% e 20% dos empregos perdidos durante a pandemia não voltarão a ser ofertados. AP Photo/Wong Maye-E