Mercado abrirá em 3 mins

EUA desiste de banir o TikTok após derrota na Justiça

Rubens Eishima
·1 minuto de leitura

O governo dos Estados Unidos jogou a toalha em sua guerra contra a rede social TikTok. O Departamento de Comércio do país declarou que não irá mais aplicar o bloqueio do aplicativo, após uma decisão judicial ter proibido o banimento do serviço chinês.

A decisão foi divulgada na data estipulada para o fim das operações do TikTok nos Estados Unidos, após o serviço não transferir suas operações no país para outra empresa. Os chineses tinham até ontem (12) para deixar de operar nos EUA, mas a decisão de uma corte definiu que o Departamento de Comércio não tinha competência para bloquear o aplicativo.

Em meio a preocupações maiores envolvendo as eleições presidenciais, e a provável troca de poder em janeiro de 2021, o governo parece ter desistido de dificultar a vida de adolescentes que gostam de dançar na frente do celular.

Os responsáveis pelo TikTok até afirmaram que o governo de Donald Trump simplesmente “se esqueceu” das ameaças feitas, faltando poucos dias para o início do bloqueio da rede social.

Vale lembrar que durante as eleições, o TikTok foi usado por alguns jovens para sabotar um comício do então candidato à reeleição Trump. Usuários da rede social reservaram ingressos para um evento na cidade de Tulsa, no estado do Oklahoma, e simplesmente não compareceram. O resultado foi um baixo comparecimento, que passou a impressão de um fracasso de público.

De acordo com um comunicado do governo norte-americano, as transações com o TikTok estão liberadas, e o bloqueio das operações não entrará em vigor “no aguardo de novos desenvolvimentos legais”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: