Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.590,34
    -3.205,39 (-5,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

EUA aprova terceira dose da vacina anticovid para 18+

·2 min de leitura
Doses da vacina anticovid-19 da Pfizer/BioNTech e da Moderna (AFP/Christof STACHE)

Os Estados Unidos estenderam, nesta sexta-feira (19), a autorização dos reforços da vacina contra a covid-19 para todas as pessoas com mais de 18 anos de idade, seis meses após completarem sua série de vacinação primária - anunciaram as autoridades sanitárias.

A agência americana responsável pelo setor de alimentos e remédios (FDA, na sigla em inglês) disse que a autorização de uso emergencial concedida aos laboratórios Pfizer e Moderna ajudou a "oferecer uma proteção contínua contra a covid-19, inclusive contra as consequências graves que podem ocorrer, como hospitalização, ou morte".

"Esta autorização de uso de emergência chega em um momento crítico, à medida que entramos nos meses de inverno (verão no Brasil) e enfrentamos um número crescente de casos de covid-19 e de hospitalizações em todo país", declarou o diretor-executivo da Moderna, Stephane Bancel.

Pessoas acima de 18 anos que receberam a vacina de dose única da Johnson & Johnson nos Estados Unidos já tinham direito a uma segunda dose, dois meses após sua primeira injeção.

No caso dos vacinados com Pfizer e Moderna, a terceira dose estava reservada, até agora, apenas para algumas categorias: pessoas acima de 65 anos; adultos com risco de desenvolver uma forma grave da doença; ou aqueles com elevada exposição ao vírus, por exemplo, por causa de seu trabalho.

Este anúncio ocorre em um momento em que o número de infecções volta a subir nos Estados Unidos, com uma média diária de 85.000 novos casos e mil mortes por covid-19. No final de outubro, a média estava em cerca de 70.000 casos por dia.

Alguns estados, como a Califórnia (oeste), já haviam começado a permitir doses de reforço para todos os adultos, antes mesmo das recomendações das agências sanitárias, na esperança de conter a propagação da epidemia antes da temporada de férias.

ia-la-iba/seb/lm/llu/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos