Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.628,79
    +2.067,60 (+3,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

EUA aplicou ao menos uma dose da vacina anticovid em mais de 100 milhões de pessoas

·1 minuto de leitura
Centro de vacinação contra a covid-19 em Washington, em 13 de março de 2021

Os Estados Unidos aplicaram pelo menos uma dose da vacina contra o coronavírus em mais de 100 milhões de pessoas, anunciaram nesta sexta-feira (2) os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, a principal agência federal de saúde pública do país.

Precisamente, mais de 101,8 milhões de pessoas receberam pelo menos uma injeção da vacina e 58 milhões já foram totalmente imunizadas, inclusive mais de uma em duas maiores de 65 anos, de acordo com dados dos CDC.

Confirmando o avanço espetacular da campanha de vacinação no país mais atingido pela covid-19, o presidente americano, Joe Biden, prometeu na semana passada que 90% dos adultos seriam elegíveis para receber a vacina até 19 de abril.

O objetivo do presidente democrata é que os americanos possam se reunir "em pequenos grupos" para comemorar a festa nacional de 4 de julho.

Atualmente, há três vacinas autorizadas nos Estados Unidos: a da Johnson & Johnson (de dose única) e as da aliança Pfizer/BioNTech e Moderna (ambas com duas doses).

Apesar destes avanços na vacinação em massa, o país observa um ressurgimento de casos positivos de coronavírus.

Segundo as autoridades sanitárias, a pandemia provoca, em média, quase 1.000 mortes por dia nos Estados Unidos.

cjc-dax/sst/ft/mr/mvv