Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.544,51
    -3.278,49 (-5,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

EUA anuncia novos investimentos no Senegal

·1 min de leitura
Antony Blinken, secretário de Estado americano, sorri ao ser apresentado antes de se dirigir a funcionários e suas famílias da embaixada americana em Dacar, 20 de novembro de 2021 (AFP/Andrew Harnik)

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, prometeu neste sábado (20) novos investimentos no Senegal, país conhecido por sua estabilidade, na última etapa de sua viagem à África.

O chefe da diplomacia americana disse neste sábado, em Dacar, capital senegalesa, que a África pode se beneficiar de uma ampla oferta de colaborações, enquanto as rivalidades entre os Estados Unidos e a China estão aumentando e cada vez mais o gigante asiático se faz presente em países africanos.

Durante a visita ao Senegal, Blinken assinou acordos da ordem de 1 bilhão de dólares com empresas americanas, inclusive contratos de tecnologia para serviços públicos de segurança e um projeto para melhorar as infraestruturas viárias.

Ele também visitou o Instituto Pasteur de Dacar, onde prometeu ajudas para que os países africanos fabriquem suas próprias vacinas.

"É uma realidade simples. Não vamos consegui-lo sem a liderança dos governos, das instituições e dos cidadãos africanos", disse Blinken.

"Os Estados Unidos se comprometem a reforçar nossa cooperação no continente na medida em que serve para os interesses dos povos daqui (da África) e serve para nossos próprios interesses".

Há anos, o Senegal é um dos países africanos mais estáveis, com transições pacíficas do poder.

sct/mrb/es/eg/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos