Mercado abrirá em 7 h 44 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,23
    -2,26 (-2,05%)
     
  • OURO

    1.805,60
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    30.379,83
    +832,05 (+2,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,19
    +1,08 (+0,16%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.865,50
    -33,27 (-0,17%)
     
  • NIKKEI

    26.554,72
    +127,07 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    12.304,25
    -78,50 (-0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2552
    -0,0039 (-0,07%)
     

EUA anuncia cúpula virtual mundial sobre covid-19 em 12 de maio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Pessoas preparam alimentos para entregar a moradores em confinamento, em 17 de abril, de 2022, em Nantong, China (AFP/STR) (STR)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma reunião de cúpula mundial para vislumbrar o fim da crise da covid-19 e planejar o mundo para futuras ameaças ligadas à saúde será organizada em 12 de maio - informou a Casa Branca nesta segunda-feira (18).

O encontro será realizado de forma virtual, sob coordenação de Estados Unidos, Alemanha (atual presidência do G7), Indonésia (à frente do G20), Senegal (na presidência da União Africana) e Belize, este último, pela Comunidade do Caribe (Caricom).

"A cúpula redobrará nossos esforços coletivos para encerrar a fase grave da pandemia da covid-19 e nos preparar para futuras ameaças sanitárias", disseram esses países em comunicado conjunto publicado por Washington.

Será o segundo encontro mundial sobre a pandemia de coronavírus. Desde seu surgimento, há dois anos, a covid-19 deixou mais de seis milhões de mortos e profundas perturbações na economia e no comércio em todo mundo.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, organizou uma reunião semelhante em setembro, ocasião em que pediu aos países parceiros que aumentassem as vacinações.

Hoje, embora a taxa de mortalidade ligada à covid tenha diminuído, o vírus continua a se espalhar, impedindo muitos países de suspenderem totalmente as restrições à mobilidade. Os habitantes de Xangai, na China, por exemplo, sofrem um confinamento prolongado.

Os países anfitriões da cúpula pediram que se mantenha o senso de urgência diante da crise sanitária.

"Pedimos aos líderes mundiais, membros da sociedade civil, ONGs, filantropos e o setor privado que assumam novos compromissos e forneçam soluções para vacinar o mundo, salvar vidas agora e construir uma melhor segurança sanitária para todos, em todos os lugares", disseram no comunicado.

"O surgimento e a disseminação de novas variantes, como a ômicron, reforçaram a necessidade de uma estratégia de controle da covid-19 em todo mundo", acrescentaram.

E, ainda que as variantes mais recentes sejam menos letais, a cúpula vai procurar se concentrar em evitar que futuras catástrofes peguem o mundo desprevenido.

"Sabemos que temos que nos preparar agora para construir, sustentar e financiar a capacidade global de que precisamos, não apenas para variantes emergentes da covid-19, mas também para futuras crises sanitárias", ressalta a nota.

A doença da covid-19 está longe de ser endêmica e ainda pode causar "grandes epidemias", disseram as autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS), na quinta-feira passada (14).

"Ainda estamos no meio dessa pandemia. Todos nós queríamos que não fosse esse o caso, mas não estamos em um estágio endêmico", ressaltou a responsável na OMS pela luta contra a covid-19, Maria Van Kerkhove.

sms/mlm/rsr/fp/mr/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos