Mercado abrirá em 1 h 46 min

Estudo: vacina do HPV é usada após tratamento de células pré-cancerígenas

Cientistas britânicos descobriram que a vacina contra o papilomavírus humano (HPV) pode ser uma alternativa para pacientes que removeram células pré-cancerígenas de colo do útero. Após o uso experimental, descobriu-se que a vacina pode reduzir o risco de retorno destas células e, consequentemente, do câncer de cervical — também conhecido como câncer de colo do útero — em mulheres.

Publicada na revista científica British Medical Journal (BMJ), a revisão sistemática — investigação que compara resultados obtidos por outros estudos — sobre o possível uso da vacina do HPV foi liderado por pesquisadores do Imperial College London, no Reino Unido.

Vacina do HPV pode prevenir câncer de colo de útero, quando aplicada após tratamento (Imagem: Ha4ipuri/Envato)
Vacina do HPV pode prevenir câncer de colo de útero, quando aplicada após tratamento (Imagem: Ha4ipuri/Envato)

"A vacinação contra o HPV pode reduzir o risco de recorrência de NIC [neoplasia intraepitelial cervical, que pode evoluir para o câncer de colo do útero], principalmente quando relacionada ao HPV16 ou HPV18, em mulheres", afirmam os autores. No entanto, mais estudos clínicos devem confirmar a terapia, antes de seja adotada como padrão.

Uso da vacina do HPV na prevenção do câncer

Segundo os pesquisadores, a administração de uma vacina contra o HPV, na época da cirurgia, reduziu o risco de recorrência da doença pré-invasiva de alto grau em 58%. Além disso, a redução era de 74% para dois tipos de HPV de alto risco — o HPV16 e o HPV18 —, que causam a maioria dos cânceres de colo do útero.

“Estamos satisfeitos em ver pesquisas emergentes sobre o valor do uso da vacina contra o HPV para prevenir a recorrência de alterações nas células cervicais e esperamos ver mais estudos em larga escala sobre a eficácia desse método”, explica Eluned Hughes, do Jo's Cervical Cancer Trust, para o jornal The Guardian.

Imunizante do HPV no Brasil

Vale lembrar que, no Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina do HPV é distribuída gratuitamente. Embora não seja considerado o uso associado a este novo estudo de prevenção do câncer de colo de útero, os seguintes grupos podem se vacinar no Brasil:

  • Meninas de 9 a 14 anos;

  • Meninos de 11 a 14 anos;

  • Homens e mulheres imunossuprimidos, de 9 a 45 anos, que vivem com HIV/aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos