Mercado fechará em 1 h 36 min
  • BOVESPA

    114.138,34
    +1.856,06 (+1,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.530,77
    +192,43 (+0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,29
    +1,06 (+1,47%)
     
  • OURO

    1.751,40
    -27,40 (-1,54%)
     
  • BTC-USD

    44.546,48
    +567,86 (+1,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.116,74
    +7,82 (+0,70%)
     
  • S&P500

    4.460,20
    +64,56 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.844,03
    +585,71 (+1,71%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.326,25
    +162,75 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2236
    +0,0148 (+0,24%)
     

Estudo sugere quem são os principais transmissores da COVID-19

·1 minuto de leitura

Uma pesquisa do Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco (CEGH-CEL) descobriu que os homens podem ser os principais transmissores do SARS-CoV-2. O trabalho se desenrolou com base em um levantamento epidemiológico com 1.744 casais brasileiros.

O estudo apontou que homens apresentam uma carga viral na saliva cerca de dez vezes maior do que mulheres, até os 48 anos. Os pesquisadores também ouviram relatos de casais em que a mulher foi infectada pelo SARS-CoV-2 e apresentou sintomas leves ou moderados, enquanto o homem permaneceu assintomático.

Ainda foi analisada a transmissão do vírus em casais que moraram juntos durante o período da infecção sem adotar medidas de proteção. A combinação dos dados coletados mostrou que os homens foram os primeiros ou únicos infectados na maioria dos casos.

Homens são os principais transmissores da COVID-19, segundo estudo brasileiro (Imagem: Anastasiia Chepinska/Unsplash)
Homens são os principais transmissores da COVID-19, segundo estudo brasileiro (Imagem: Anastasiia Chepinska/Unsplash)

O grupo também analisou o material genético de casais em que apenas um dos cônjuges foi infectado pelo SARS-CoV-2, embora ambos tenham sido expostos, para entender por que algumas pessoas são naturalmente resistentes à infecção, e chegou à conclusão que variantes genômicas mais frequentes nos parceiros suscetíveis levariam à produção de moléculas que inibem a ativação das células de defesa conhecidas como exterminadoras naturais, ou "natural killers". O artigo completo pode ser acessado aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos