Mercado fechado

Estudo sugere que MagSafe do iPhone 12 pode desativar marcapassos

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

Um dos últimos lançamentos da Apple, o retorno do MagSafe, trouxe uma forma mais prática de carregar os iPhones, mais precisamente a linha de iPhones 12. Porém, de acordo com um estudo recente, o produto pode ser prejudicial para pessoas que usam dispositivos de saúde eletrônicos, como o marcapasso.

Na pesquisa, que foi publicada na revista científica Hearth Rhythm Journal, o iPhone 12 foi capaz de desativar um marcapasso. A notícia surge mesmo depois de a Apple garantir que a novidade não seria um empecilho para pessoas que fazem o uso desses aparelhos.

"Os iPhones possuem ímãs, bem como rádios e componentes que emitem campos eletromagnéticos", disse a companhia na época. "Esses ímãs e campos eletromagnéticos podem interferir em dispositivos médicos, como marcapassos e desfibriladores. Mesmo que todos os modelos do iPhone 12 possuam mais ímãs do que os modelos anteriores, não se espera que eles apresentem um risco maior de interferência magnética em dispositivos médicos do que os modelos anteriores do iPhone", completa a Apple.

<em>Imagem: Divulgação/Apple</em>
Imagem: Divulgação/Apple

O estudo, no entanto, presenciou um marcapasso da Medtronic ser desativado com a aproximação de um iPhone 12. Porém, ainda é preciso que o problema seja investigado mais a fundo para concluir o que, exatamente, está provocando essa interferência e o quanto isso pode ser perigoso aos pacientes que utilizam o aparelho cardíaco. Também é preciso que as fabricantes desses aparelhos médicos estejam cientes do que pode acontecer para aperfeiçoar seus produtos.

Por enquanto, é ideal que pessoas que possuem esses dispositivos eletrônicos fiquem longe de iPhones e outros aparelhos para evitar qualquer problema grave de saúde. O estudo está disponível para consulta online.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: