Mercado fechará em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    111.393,16
    -2.401,12 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.701,01
    -491,32 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,64
    -0,97 (-1,34%)
     
  • OURO

    1.755,10
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    47.524,09
    -481,49 (-1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.205,60
    -19,93 (-1,63%)
     
  • S&P500

    4.437,94
    -35,81 (-0,80%)
     
  • DOW JONES

    34.548,41
    -202,91 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.944,02
    -83,46 (-1,19%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2072
    +0,0224 (+0,36%)
     

Estudo indica que jovens não têm capacidade pulmonar afetada pela COVID-19

·1 minuto de leitura

Um novo estudo, conduzido em Estocolmo, na Suécia, indica que a infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2 não impacta as funções pulmonares de jovens. A análise demonstrou que o funcionamento do órgão permanecia similar entre quem havia sido infectado e quem não foi.

O estudo envolveu 660 jovens nascidos entre 1994 e 1996, ou seja, com idades variando entre 24 e 27 anos. Eles já haviam sido examinados antes da pandemia, entre 2016 e 2019, e agora passaram por nova avaliação.

Dentro do grupo acompanhado, 27% já apresentavam anticorpos contra a COVID-19, o que sinaliza uma infecção prévia. Mesmo assim, não foi observada uma diferença significativa na capacidade pulmonar em relação a quem ainda não entrou em contato com o vírus.

Análise mostrou que jovens não tiveram capacidade pulmonar alterada pela COVID (Robina Weermeijer/Unsplash)
Análise mostrou que jovens não tiveram capacidade pulmonar alterada pela COVID (Robina Weermeijer/Unsplash)

A pesquisadora Ida Morgensen, do pós-doutorado do Instituto Karolinska, faz uma ressalva, no entanto. Quando a análise incluiu 123 participantes com asma, foi observada, sim, uma tendência de redução de capacidade pulmonar no grupo que já teve a COVID-19.

Essa diferença entre resultados não foi considerada estatisticamente significante, mas a cientista pediu uma análise mais aprofundada do grupo asmático para entender o impacto específico.

Um outro estudo, realizado na Alemanha pela Universidade do Ruhr em Bochum, chegou a conclusão similar, com base em 73 crianças e adolescentes, de 5 a 18 anos, entre agosto de 2020 e março de 2021.

Igualmente, o estudo não observou uma diferença estatisticamente significativa na capacidade pulmonar entre quem ainda não havia entrado em contato com o vírus e quem já havia desenvolvido anticorpos.

Ambos os estudos foram apresentados durante o Congresso Internacional da Sociedade Europeia Respiratória.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos