Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.348,08
    +33,74 (+0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5321
    +0,0204 (+0,37%)
     

Estresse de ações americanas deve se atenuar, diz JPMorgan

(Bloomberg) -- A liquidação que levou as ações dos EUA a afundarem em um mercado de baixa na semana passada em meio a dados de inflação aquecida e um aumento de juros agressivo do Federal Reserve provavelmente diminuirá no segundo semestre, segundo o JPMorgan.

“A previsão de pico de agressividade do Fed foi adiada, mas não foi abandonada, para o segundo semestre”, estrategistas liderados por Mislav Matejka disseram em nota. Eles também esperam que as pressões inflacionárias diminuam no segundo semestre.

Os mercados de ações dos EUA e da Europa estão agitados desde abril, com inflação persistentemente alta e bancos centrais agressivos aumentando a perspectiva de recessão. A liquidação levou os estrategistas de Wall Street a cortarem as previsões de fim de ano para o S&P 500 - eles esperam que o índice se recupere, terminando o ano com queda de apenas 3%, segundo o último levantamento da Bloomberg.

Embora o chamado gráfico de pontos do Fed ainda sugira um ritmo agressivo de aumentos, “se o Fed começar a cumprir as expectativas, em vez de surpreender no lado da alta, isso pode ajudar bastante a estabilizar o sentimento do mercado”, disseram os estrategistas.

Eles reiteraram sua recomendação de aumentar a exposição direta à China e disseram que continuam a favorecer os mercados emergentes em relação aos mercados desenvolvidos. Estão neutros em relação às ações dos EUA e recomendam compras de ações do Reino Unido e zona do euro.

Entre os setores, os estrategistas recomendam as mineradoras, já que as métricas de preço parecem atraentes. O grupo também oferece rendimentos de dividendos “excepcionais” de 10%, disseram.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos