Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.531,07
    -31,75 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Estrategistas revertem previsão de rali para bolsas na Europa

(Bloomberg) -- Estrategistas já não contam com um rali de fim de ano dos índices acionários europeus.

As previsões para o Stoxx 600 caíram cerca de 5% no último mês, de acordo com a média de 16 estimativas em uma pesquisa da Bloomberg. Estrategistas agora veem o benchmark em 427 pontos no fim do ano, que implica ganhos de menos de 5% em relação ao fechamento de quarta-feira. Sob a projeção mediana de 418, o potencial de ganho é ainda menor.

As previsões pessimistas chegam em um momento difícil para uma região que enfrenta inflação crescente, um banco central determinado a subir os juros, uma crise de energia e temores de recessão. Nove das empresas consultadas reduziram as estimativas desde a pesquisa de agosto e, com base na média atual, o índice caminha para uma queda anual de 13%, equivalente à baixa de 2018, um dos piores anos em mais de duas décadas.

“A sustentabilidade de qualquer rali é desafiada no ambiente atual pelo fato de que nem as políticas nem os fundamentos devem melhorar em breve”, disseram estrategistas do Barclays liderados por Emmanuel Cau. A equipe reduziu a meta para o Stoxx 600 de 465 para 390 este mês, em linha com outros bancos como Bank of America e Goldman Sachs.

Enquanto estrategistas se tornam cada vez mais pessimistas, analistas ainda elevam as previsões de lucro, que subiram quase 20% este ano. Ao mesmo tempo, os preços-alvo das ações começam a ser reduzidos, mas em ritmo muito lento. Em média, analistas veem retornos de 31% para o Stoxx 600 nos próximos 12 meses.

Outras empresas que reduziram previsões para o Stoxx 600 desde a última pesquisa incluem Bayern, Deka Bank, NN Investment, Pictet Asset Management e UniCredit.

Estrategistas do Bank of America haviam cortado sua meta no mês anterior com a perspectiva de uma retração econômica acelerada. “Esperamos que o impacto do crescimento mais fraco supere o impulso para os múltiplos de ações como resultado da queda dos rendimentos reais dos títulos, à medida que o foco dos bancos centrais muda das preocupações com a inflação para as questões do crescimento”, disse Milla Savova, do BofA, em comentários por escrito nesta semana.

De acordo com a equipe do Goldman Sachs, o mercado acionário europeu encontra um piso quando as ações atingem um múltiplo de preço-lucro de 9,5 vezes, 13% abaixo do nível atual.

Investidores também adotam uma visão igualmente pessimista. De acordo com a pesquisa de gestores de fundos do Bank of America de setembro, as alocações para ações na zona do euro caíram para um nível líquido “underweight” (abaixo da média do mercado) de 42%, a leitura mais baixa já registrada. Enquanto isso, US$ 81 bilhões saíram de fundos de ações da região em 31 semanas seguidas de resgate, o período mais longo desde 2016.

Ainda assim, nem todos têm uma visão negativa. Estrategistas do JPMorgan Chase liderados por Mislav Matejka estão entre os mais otimistas em relação à região.

“O desempenho dos lucros poderia estar acima do normal, e uma potencial recessão pode ser leve”, escreveu Matejka em nota nesta semana, além de destacar medidas de estímulo fiscal, a possibilidade de preços mais baixos do gás e um grande desconto dos valuations em relação aos EUA como fatores positivos.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.