Mercado abrirá em 2 h 34 min

Estoques de metais básicos na China disparam com fraca demanda

Bloomberg News

(Bloomberg) -- Com o impacto do surto de coronavírus sobre a demanda, os estoques de cobre na China deram um salto, enquanto os depósitos de zinco expandiram-se para o nível mais alto em quase três anos.

Os estoques de cobre nos armazéns rastreados pela Bolsa de Futuros de Xangai subiram 11%, para 345.126 toneladas, marcando a sétima semana de alta, segundo dados da bolsa. É o nível mais alto já registrado para esta época do ano.

Os estoque de zinco subiram pela nona semana, para 162.402 toneladas, o maior nível desde abril de 2017. Os depósitos de alumínio aumentaram para o patamar mais alto desde maio de 2019.

O consumo de commodities na China está em queda devido à falta de trabalhadores, com muitas pessoas em casa, e às restrições logísticas que impedem que a produção atinja usuários finais. A principal associação da indústria de metais não ferrosos da China pediu que o governo central compre metais das fundições para aliviar a pressão do aumento dos estoques, uma vez que a paralisação prolongada reduz a demanda. Não são apenas os metais básicos: os estoques de aço subiram para nível recorde, enquanto as reservas de gasolina e de diesel também estão em alta.

To contact Bloomberg News staff for this story: Winnie Zhu Shanghai, wzhu4@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Phoebe Sedgman, psedgman2@bloomberg.net, Alpana Sarma

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.