Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.538,32
    -2.234,14 (-3,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Estoques empresariais nos EUA aumentam de forma sólida em setembro

·1 min de leitura
Estoque de fábrica de eletrônicos na cidade de Glenview, nos EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os estoques empresariais nos Estados Unidos aumentaram com força em setembro, mas as montadoras continuaram com dificuldades para reabastecer em meio a uma contínua escassez global de semicondutores, o que reduziu a produção.

Os estoques das empresas subiram 0,7% em setembro, após alta de 0,8% em agosto, informou o Departamento do Comércio dos EUA nesta terça-feira. Os estoques são um componente importante do Produto Interno Bruto (PIB) do país. O avanço em setembro ficou em linha com as expectativas de economistas.

Os estoques aumentaram 7,5% em setembro em relação ao mesmo período no ano anterior. No varejo, os estoques recuaram 0,2% em setembro, conforme estimado em relatório preliminar divulgado no mês passado, após alta de 0,2% em agosto. Os estoques de veículos caíram 2,9%, em vez da queda de 2,4% prevista no mês passado.

Os estoques no varejo excluindo automóveis --que entram no cálculo do PIB-- aumentaram 0,7%, em vez da taxa de 0,6% estimada no mês anterior.

O ritmo mais lento de redução dos estoques no terceiro trimestre foi responsável por todo o aumento anualizado de 2,0% do PIB no mesmo período. A escassez relacionada à pandemia de Covid-19, por sua vez, está dificultando a reposição pelas empresas dos estoques esgotados.

A expectativa é de que a reposição de estoque sustente o crescimento manufatureiro e econômico no quarto trimestre. Os estoques no atacado aumentaram 1,4% em setembro, enquanto nas fabricantes subiram 0,8%.

As vendas empresariais subiram 0,9% em setembro, após acréscimo de 0,1% em agosto. No ritmo de vendas de setembro, levaria 1,26 mês para as empresas esvaziarem as prateleiras, leitura inalterada em relação a agosto.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos