Mercado fechará em 2 h 15 min

Estoque de petróleo dos EUA despenca com aumento em atividade de refino, diz AIE

·2 minuto de leitura
Produção de petróleo perto de Bakersfield

(Reuters) - Os estoques de petróleo dos Estados Unidos despencaram de forma inesperada na semana passada, recuando em mais de 6 milhões de barris, à medida que refinarias aumentam os índices de produção para níveis pré-pandemia em meio ao aumento da demanda por combustíveis, disse a Administração de Informações sobre Energia (AIE) nesta quarta-feira.

As reservas de petróleo no país apuraram queda de 6,6 milhões de barris na semana até 5 de fevereiro, atingindo 469 milhões de barris. Em pesquisa realizada pela Reuters, as expectativas eram de um aumento de 985 mil barris.

As taxas de utilização das refinarias avançaram em 0,7 ponto percentual na semana, para 83%, maior patamar de refino desde março.

O processamento de petróleo pelas refinarias teve alta de 152 mil barris por dia (bpd) na semana passada, afirmou a AIE, diante de expectativas de que a demanda por combustíveis siga se recuperando do enfraquecimento causado pela pandemia de coronavírus no ano passado.

A demanda por combustíveis também aumentou na semana, com a oferta de produtos refinados avançando para 20,2 milhões de bpd. A demanda por gasolina nas últimas quatro semanas, porém, segue 10% abaixo do nível visto em igual período do ano passado.

"Uma combinação de maior atividade de refino e menores importações resultaram em uma quarta queda seguida nos estoques de petróleo --e desta vez, uma bem robusta", disse Matt Smith, diretor de pesquisas em commodities da ClipperData.

As importações líquidas de petróleo pelos EUA avançaram em 216 mil bpd na semana passada, disse a AIE.

Os estoques de gasolina aumentaram em 4,3 milhões de barris, para 256,4 milhões de barris, ante expectativas de um crescimento de 1,8 milhão de barris.

Já os estoques de derivados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, recuaram em 1,7 milhão de barris, versus expectativas de uma queda de 790 mil barris.

O petróleo Brent subia 0,51 dólar, ou 0,83%, a 61,6 dólares por barril, às 14:01 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,49 dólar, ou 0,84%, a 58,85 dólares por barril.