Estoque de crédito sobe para R$ 2,26 trilhões em outubro

O estoque das operações de crédito do sistema financeiro subiu 1,4% no mês de outubro ante setembro, para R$ 2,269 trilhões. No trimestre, a carteira cresceu 3,9% e, no ano, até outubro a alta é de 11,8%. Em 12 meses até o mês passado, o total de operações de crédito registrou expansão de 16,6%. Os dados foram divulgados há pouco pelo Banco Central

Segundo o BC, o crédito para pessoas físicas cresceu 1,6% em outubro e 14,0% no ano até o mês passado. Em 12 meses, acumula alta de 17,3%. Para as empresas, o avanço foi de 1,2% no mês, 9,9% no ano e 15,9% em 12 meses. O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) subiu para 51,9% em outubro ante 51,5% em setembro.

Spread

O spread bancário médio do crédito livre recuou de 22,3 pontos porcentuais em setembro para 22,0 pontos porcentuais em outubro. É o oitavo recuo seguido do spread. A queda acumulada no ano, até outubro, chega a 4,9 pontos porcentuais. Nos últimos 12 meses encerrados também em outubro o recuo chega a 6 pontos porcentuais.

O spread médio da pessoa física registrou uma leve redução no período ao passar de 27,9 pontos porcentuais em setembro para 27,8 pontos porcentuais no mês passado. Em 12 meses, encerrados em outubro, a queda está em 8,8 pontos porcentuais e, no acumulado do ano até o mes passado, em 5,9 pontos porcentuais.

Já o spread para pessoa jurídica recuou um pouco mais no período, passando de 15,3 pontos porcentuais para 15,0 pontos porcentuais. Em 12 meses e no acumulado do ano até outubro, porém, a queda é menor: de 4 pontos porcentuais e de 2,9 pontos porcentuais, respectivamente.

O Banco Central informou ainda que, em outubro, a taxa geral de captação dos bancos nas operações de crédito livre caiu de 7,6 pontos porcentuais, patamar em que se encontrava em agosto e setembro, para 7,3 pontos porcentuais.

Média diária

A média diária de concessões de crédito livre caiu 0,9% em outubro ante setembro, para R$ 9,545 bilhões. Em 12 meses, houve alta de 5,1%. Para pessoa física, a média cresceu 1,6% em outubro ante setembro, para R$ 3,850 bilhões. No mês passado houve queda de 0,6% nas concessões de crédito por meio do cheque especial e de 4,8% no cartão de crédito.

No crédito pessoal, a média de concessões cresceu 8,9% em outubro ante setembro. Nos financiamentos de veículos, a alta foi de 11,4% no mesmo período. Para as empresas, a média diária de concessão de crédito caiu 2,6% em outubro, com destaque para o recuo de 4,7% na conta garantida e de 8,1% no desconto de duplicata. O capital de giro, por outro lado, teve alta de 3,3%.

O BC informou ainda que as concessões acumuladas em outubro cresceram 14,7% ante setembro, sendo 12,8% para pessoa jurídica e 17,6% para pessoa física. O total de concessões no mês passado somou R$ 209,980 bilhões.

A evolução do crédito com recursos livres, diz o BC, "permanece sendo determinada pela demanda das famílias, em cenário de retomada do nível de atividade no último trimestre, declínio das taxas de juros e estabilidade nos índices de inadimplência".

Carregando...