Mercado abrirá em 2 h 32 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,66
    +3,51 (+5,15%)
     
  • OURO

    1.800,80
    +12,70 (+0,71%)
     
  • BTC-USD

    57.393,00
    +3.058,19 (+5,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.434,01
    -21,40 (-1,47%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.113,87
    +69,84 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.212,50
    +161,50 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2887
    -0,0598 (-0,94%)
     

Este empreendedor aposta que o fast food do futuro será comandado por robôs

·2 min de leitura
Foto: Getty Images/Getty Creative
Foto: Getty Images/Getty Creative

Com a COVID-19 e o ritmo acelerado da inovação tecnológica, é fácil deduzir que o setor de restaurantes vai buscar a ajuda dos robôs para melhorar as linhas de produção e o processo de pedidos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Seria um modo de reduzir tanto a disseminação de germes quanto os custos trabalhistas (um dos itens orçamentários mais caros para os restaurantes).

Leia também

"O uso de robôs vai crescer na economia em geral. A possibilidade de que isso aconteça no setor de restaurantes é excelente, assim como em outros setores", afirmou Clifford Hudson, ex-CEO da Sonic Drive-In, no The First Trade, do Yahoo Finanças.

Hudson passou 35 anos na Sonic, 23 dos quais como CEO. Durante seu mandato, foram abertas mais de 2.000 novas unidades de restaurantes fast-food, com bilhões de dólares em vendas. Ele deixou a Sonic no começo de 2019, após a venda para o conglomerado de restaurantes Inspire Brands por US$ 2,3 bilhões, e recentemente lançou o livro "Master of None: How a Jack of All Trades Can Still Reach the Top".

Hudson acrescentou: "para explicar o que poderia acontecer, posso falar da minha experiência na Sonic. Lá, tudo o que é servido é feito na hora, o que gera uma oportunidade de personalização para cada cliente. Nessa circunstância, também seria possível usar robôs, mas para oferecer a personalização, eles teriam que ser um pouco diferentes e isso provavelmente daria mais trabalho".

Em geral, o uso de robôs (além de sistemas de pedidos em telas de toque) não é muito comum nos restaurantes. O robô mais famoso do fast-food é conhecido como Flippy, fabricado pela Miso Robotics. Como o nome sugere, o Flippy é um longo braço mecânico que vira automaticamente hambúrgueres ou batatas fritas.

A White Castle foi a primeira rede nacional de restaurantes a declarar, em meados de julho deste ano, que vai experimentar o Flippy. O teste está programado para acontecer em uma unidade da rede no final deste ano, na produção de batatas fritas.

Enquanto a White Castle trabalha com o Flippy para mudar o modo de servir batatas fritas, outras cadeias de restaurantes buscam caminhos diferentes para o período pós-pandemia: criar locais menores, projetados para aceitar apenas pedidos online, ou locais maiores pensando no drive-thru.

Por exemplo, a Restaurant Brands International, empresa-mãe do Burger King, revelou recentemente um protótipo de restaurante sem salão. O cliente pode pegar o hambúrguer com fritas em uma janela ou passar por um drive-thru e estacionar o carro debaixo de uma cobertura (mais ou menos como a Sonic, onde Hudson trabalhava).

O Shake Shack também apresentou um modelo de restaurante do futuro este ano. É possível fazer o pedido e pagar no app do Shake Shack e depois pegar a comida no drive-thru ou em uma janelinha.

Brian Sozzi

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos