Mercado abrirá em 5 h 25 min
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,68
    +1,18 (+1,92%)
     
  • OURO

    1.753,70
    +24,90 (+1,44%)
     
  • BTC-USD

    46.166,56
    +1.203,77 (+2,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    921,84
    -11,29 (-1,21%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    29.442,23
    +462,02 (+1,59%)
     
  • NIKKEI

    29.663,50
    +697,49 (+2,41%)
     
  • NASDAQ

    13.121,25
    +210,25 (+1,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7609
    +0,0026 (+0,04%)
     

Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

Os cartógrafos vêm se esforçando há séculos para buscar formas de representar nosso planeta em duas dimensões, mas sem mostrar grandes distorções em relação à realidade. Agora, um trio de pesquisadores criou um mapa que mostra nosso planeta de forma circular e tão achatado quanto um disco, que permite visualizarmos a Terra de forma menos distorcida em suas duas faces.

A distorção é o maior desafio dos mapas: a famosa projeção de Mercator, muito utilizada no ambiente escolar, representa bem as formas dos continentes, mas ela distorce bastante as áreas próximas aos polos: “um mapa que é bom para uma coisa pode não ser tanto para representar outras”, explica J. Richard Gott, astrofísico que criou a nova representação junto do matemático Robert Vanderbrei e do físico David Goldberg. Assim, eles trabalharam em um mapa radicalmente diferente, plano como um disco de vinil e com duas faces.

Confira como este mapa representa a Terra:

Apesar de esta parecer uma construção óbvia, ela resolve os problemas de transformar o globo terrestre em uma representação bidimensional sem perder a facilidade de armazenamento e produção, que são típicas dos planisférios. Gott teve esta ideia após trabalhar com poliedros, figuras geométricas com várias faces, e começou a desenvolver projeções com formas regulares e coladas face a face, até que chegou neste formato. O mapa permite tanto mostrar o Ocidente e o Oriente em suas faces quanto os hemisférios Sul e Norte — e, aqui, há a vantagem de o equador ficar bem no limite do mapa.

Para os pesquisadores, este é o mapa plano mais preciso já feito para representar a Terra: “nenhum mapa que mostre a esfera achatada vai ser perfeito, mas o nosso funciona melhor que os anteriores por diminuir os erros nas formas locais, áreas, inclinações, distâncias e desenho das fronteiras”, explica Gott. “Para ver o globo todo, você precisa girá-lo; para ver todo o nosso novo mapa, você só precisa virá-lo”, completa.

De acordo com eles, as distâncias entre os oceanos e os polos são fáceis de medir neste mapa, e essa pode ser uma ferramenta útil para o ensino: “uma caixa fina poderia guardar mapas planos frente e verso com todos os planetas e luas do Sistema Solar, ou até dados físicos da Terra, fronteiras políticas, idiomas, entre outro”, diz Gott. Vale lembrar que, mesmo com as melhorias apresentadas por eles, o mapa em disco ainda apresenta algumas distorções.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado no repositório online arXiv, e ainda não passou pela revisão de pares.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: