Mercado fechará em 39 mins
  • BOVESPA

    107.351,86
    +1.104,71 (+1,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.427,78
    +1.033,75 (+2,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,16
    +2,57 (+2,35%)
     
  • OURO

    1.838,70
    +22,80 (+1,26%)
     
  • BTC-USD

    30.075,64
    +786,54 (+2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    668,98
    +16,74 (+2,57%)
     
  • S&P500

    3.916,17
    -7,51 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    31.365,48
    -124,59 (-0,40%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.998,75
    +63,25 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1905
    -0,0278 (-0,53%)
     

Estados Unidos miram cigarro de menta para tentar combater vício

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Para tentar reduzir o vício em tabaco e a iniciação precoce de jovens no fumo, a agência reguladora americana FDA planeja criar regras para proibir a venda de cigarros e charutos com sabores.

Segundo a agência, o objetivo não é penalizar o usuário individual, mas sim fiscalizar fabricantes e distribuidores.

O alvo da proposta é o cigarro de menta, que torna a nicotina ainda mais viciante.

De acordo com estudos citados pela FDA, mais de 18 milhões de cidadãos com 12 anos ou mais fumavam esse tipo de produto nos Estados Unidos em 2019, sendo boa parte jovens adultos e negros.

As pesquisas mostram, também, que a morte de até 238 mil afroamericanos poderia ser evitada ao longo de 40 anos com a medida.

Além do cigarro de menta, a medida deve se estender para charutos com sabores.

No Brasil, o STF decidiu manter, em 2018, uma resolução da Anvisa para a proibição de cigarros com aditivos. A determinação foi seguida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília (DF), em 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos