Estados dos EUA também abrem processos contra a S&P

A edição desta quinta-feira do Wall Street Journal informa que a agência de classificação de risco Standard & Poor's pode enfrentar um pedido de indenização bem maior do que os US$ 5 bilhões exigidos pelo governo federal dos Estados Unidos, na medida em que cada vez mais Estados se juntam à batalha contra a agência de classificação de risco. Uma série de processos gerados por diversos Estados, dentre eles a Califórnia e Iowa, questionam a conduta da agência na concessão de ratings a papéis no período de 2004 a 2007.

Na terça-feira, procuradores do governo dos EUA avaliaram que o país pode pedir uma indenização de pelo menos US$ 5 bilhões à S&P devido à atribuição de ratings bons a títulos ruins pouco antes da crise financeira mundial de 2008.

No entanto, esse processo, definido pela S&P como "sem mérito", é só uma parte da batalha judicial que a agência enfrenta. Segundo o Wall Street Journal, treze Estados e o Distrito de Columbia seguiram os passos do Departamento de Justiça, entrando com processos separados contra a S&P.

A Califórnia, sozinha, busca uma indenização de US$ 4 bilhões da agência para recuperar o dinheiro perdido pelos maiores fundos públicos de pensão do Estado. Mas nem todos os Estados especificaram, em seus processos, as quantias que querem como indenização.

Carregando...