Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.179,35
    +287,67 (+0,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Estado de São Paulo ultrapassa a marca de 3,5 milhões de casos de Covid-19

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO/ SP, BRASIL,  06/05/2020. UTI de tratamento do coronavirus.  (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO/ SP, BRASIL, 06/05/2020. UTI de tratamento do coronavirus. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nesta quarta-feira (16), o estado de São Paulo ultrapassou a marca de 3,5 milhões de casos confirmados de Covid-19, com 22.582 novos casos registrados, segundo dados do governo paulista.

Até agora, o estado registrou 119.905 mortes em decorrência da doença. A taxa de letalidade é 3,4% no estado e de 2,8% no país.

É o dia com o oitavo maior número de casos confirmados em SP desde o início da pandemia. O recorde ocorreu em 1º de abril, quando o estado registrou 26.567 casos da doença.

O estado vive agora a fase de transição no Plano São Paulo, segundo o qual estabelecimentos podem abrir das 6h às 21h, com 40% da capacidade. O recrudescimento dos índices de coronavírus no estado fez o governo estadual estender a etapa para 30 de junho.

Quando a fase foi estabelecida inicialmente, em 18 de abril, o governador João Doria previa 15 dias de duração para ela, divididos em sete dias para a abertura do comércio e outros sete para o início das atividades do setor de serviços. Com a nova data de término, a etapa terá durado ao menos dois meses e meio.

Nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), a variação na taxa de ocupação foi pouco significativa. Nesta quarta-feira, o estado tem 81,7% dos leitos ocupados, enquanto na semana passada eram 82,1% e na retrasada, 81,3%.

A região metropolitana da capital tem lotação de 78,6% nesta quarta. O índice era de 79,4% na semana passada e de 79,9% duas semanas atrás.

Já o índice de isolamento social permanece estável. Ontem (15), o estado manteve a média de 40%, o mesmo valor da terça passada (8) e dois pontos percentuais abaixo do que o de terça retrasada (1), quando ficou em 42%.

O trânsito na cidade de São Paulo, porém, diminuiu. Segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a média foi de 66 km de lentidão nesta terça-feira, contra 97 km na terça passada. Duas semanas atrás, eram 86 km de congestionamento.

Também caiu o número de carros nas ruas: foi de 6,6 milhões na semana passada para 6,3 milhões nesta semana. Há 15 dias, eram 6,55 milhões.

Nos ônibus houve um leve aumento. Havia cerca de 1,9 milhão de pessoas ontem, 1,87 milhão na terça passada e 1,89 milhão de passageiros na anterior. Em todos os dias foram usados 11.312 coletivos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos