Mercado fechado

Estado de São Paulo prorroga quarentena, mas atualiza flexibilização de cidades

Fidel Forato

Nesta quarta-feira (10), o governo do estado de São Paulo anunciou a prorrogação da quarentena até o dia 28 de junho em resposta a epidemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Além disso, foi apresentada mudanças na classificação das cidades do estado no Plano São Paulo, de acordo com as medidas adotadas contra a COVID-19, para a retomada gradual das atividades econômicas.

Entre as regiões, a Grande São Paulo, o litoral paulista e a cidade de Registro passam da fase vermelha (mais crítica e com mais restrições) para a laranja (com maios flexibilização). Nesses locais, as medidas de flexibilização já entram em vigor na próxima segunda-feira (15). Enquanto isso, cidades como Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto, no interior paulista, foram reclassificadas na fase vermelha, em decorrência do aumento da propagação do vírus.

Vale lembrar que as 17 regiões administrativas do estado foram classificadas em fases, que são divididas em cinco cores: vermelha, laranja, amarela, verde e azul. Através de critérios para classificação das cidades por regiões e fases de cores, define-se a reabertura ou não.

Somente na fase azul, ainda não alcançada por nenhuma região, será permitida a abertura total do comércio, sem restrições. Para essa divisão, o governo considera a relação do número de leitos hospitalares, principalmente os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI's), com o número de pessoas infectadas pela COVID-19.


Entenda as mudanças

“O governo de São Paulo decreta nova quarentena de 15 a 28 de junho, será o quinto período de quarentena no estado de São Paulo, esta nova quarentena será denominada quarentena heterogênea, onde será aplicado o Plano São Paulo. Será uma retomada consciente da economia por fases e por regiões conforme prevê o plano São Paulo, com cuidado, com segurança e dentro dos limites determinados pela ciência e pela medicina e dessa orientação nós não nos afastaremos", explicou o governador João Doria, em coletiva de imprensa.

Governo de São Paulo prorroga quarentena por causa do coronavírus (Imagem: reprodução/ Governo de São Paulo)

"Houve uma melhora na região metropolitana como um todo, na Baixada Santista e Vale do Ribeira. E todos eles juntos agora é uma região que passa pra fase de controle, ou seja, a fase laranja onde está autorizado o início da retomada gradual, principalmente de comércios e serviços, com limitação de capacidade e atendimento, de horário de funcionamento e a exigência de aplicação de protocolos de higiene e distanciamento", defendeu a secretária de Desenvolvimento Econômica, Patricia Ellen.

Nesse sentido, especificamente a cidade de São Paulo já estava na fase laranja desde o dia primeiro de junho, mas a reabertura das lojas nas ruas ocorre somente hoje. Nesta quinta-feira (11), os shoppings também poderão reabrir na cidade.

Em paralelo, regiões de Bauru e Araraquara, no interior paulista, por exemplo, retrocedem na flexibilização e passaram da fase amarela para a laranja. Em Barretos e Presidente Prudente, também passam da fase amarela para vermelha. Na fase amarela era permitido até a abertura de bares e restaurantes para o público. Já Ribeirão Preto passou do laranja para o vermelho. As demais regiões do estado continuam laranja.

Para acessar o painel atualizado do Plano São Paulo para todas as regiões do estado, clique aqui.


Fonte: Canaltech