Estado do RJ deve pegar empréstimo de R$ 3,2 bi com o BB

O Estado do Rio de Janeiro deverá contratar empréstimo de R$ 3,2 bilhões do Banco do Brasil neste ano, na mesma linha de financiamento que concedeu R$ 3,645 bilhões para o governo de Sérgio Cabral em junho do ano passado, informou nesta quinta-feira o vice-presidente de governo da instituição, César Borges.

Além do Rio, outros cinco Estados (Bahia, Santa Catarina, Goiás, Piauí e Maranhão) já têm projetos mapeados pelo BB, numa carteira que poderá chegar a R$ 16,830 bilhões, não necessariamente neste ano. "O banco está avançando no apoio aos Estados", disse Borges, em entrevista ao Estado.

O novo empréstimo para o Rio terá 30% dos recursos destinados para obras do metrô. "O projeto da Bahia já foi aprovado pelo conselho do banco", completou. Além dos R$ 3,645 bilhões aprovados para o Rio, o governo de Minas Gerais teve R$ 3,653 bilhões aprovados no ano passado. Os seis projetos já mapeados se somarão a esses dois para formar a carteira total de R$ 16,8 bilhões.

Dos R$ 7,3 bilhões aprovados para Rio e Minas, foram liberados no ano passado R$ 1,8 bilhão para Minas e R$ 1,450 bilhão para o Rio. Segundo Borges, essa linha, lançada no ano passado com foco em investimentos em infraestrutura - inclusive social -, é toda com recursos captados pelo banco no mercado internacional. A taxa de juro é formada pela variação cambial, mais a taxa libor, mais 3,85% ao ano.

Carregando...