Mercado fechado
  • BOVESPA

    127.986,87
    -1.272,62 (-0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.179,31
    -399,79 (-0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,10
    -1,05 (-1,46%)
     
  • OURO

    1.775,80
    -85,60 (-4,60%)
     
  • BTC-USD

    37.745,77
    -954,19 (-2,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,17
    -32,70 (-3,37%)
     
  • S&P500

    4.221,94
    -1,76 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,71
    -209,96 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.153,43
    -31,52 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.558,59
    +121,75 (+0,43%)
     
  • NIKKEI

    29.018,33
    -272,68 (-0,93%)
     
  • NASDAQ

    14.198,25
    +217,00 (+1,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9767
    -0,0853 (-1,41%)
     

Estado do Rio de Janeiro formaliza pedido de adesão ao novo regime de recuperação fiscal

·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Estado do Rio de Janeiro formalizou ao Ministério da Economia, na terça-feira (25), pedido de adesão ao novo Regime de Recuperação Fiscal. A informação foi confirmada pela pasta.

O Regime de Recuperação Fiscal foi criado em 2017. O Rio é o único participante do programa, que oferece a suspensão do pagamento da dívida com a União. Em contrapartida, estados com dificuldades de caixa precisam aderir a medidas de ajuste fiscal.

O regime passou por mudanças no Congresso, sancionadas em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro e regulamentadas em abril. Conforme informações divulgadas à época, as alterações poderiam beneficiar Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, que tentam aderir ao programa.

O novo regime tem prazo de nove anos. No modelo anterior, o período era menor, de três anos, renováveis por mais três.

Pela nova lei, o estado que entrar no programa terá que adotar medidas como venda de estatais, reforma da Previdência para servidores e redução de benefícios fiscais em três anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos