Mercado fechará em 27 mins
  • BOVESPA

    107.630,92
    +772,05 (+0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.692,21
    +86,65 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,19
    +2,70 (+3,89%)
     
  • OURO

    1.784,10
    +4,60 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    51.047,90
    +2.020,50 (+4,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.315,88
    -5,40 (-0,41%)
     
  • S&P500

    4.688,03
    +96,36 (+2,10%)
     
  • DOW JONES

    35.741,27
    +514,24 (+1,46%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.322,75
    +480,00 (+3,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3433
    -0,0803 (-1,25%)
     

Estado Islâmico assume responsabilidade por ataque no Congo

·1 min de leitura

CAIRO (Reuters) - O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade por um ataque a uma vila nesta semana no leste da República Democrática do Congo, de acordo com comunicado publicado na sexta-feira em seus canais afiliados no Telegram.

Moradores da vila de Kalembo disseram à Reuters que rebeldes mataram 16 pessoas e incendiaram casas em um ataque na quarta-feira que um grupo local de direitos humanos atribuiu às Forças Democráticas Aliadas (ADF), grupo armado de Uganda ativo na região.

O comunicado afirma que o Estado Islâmico foi responsável pelo ataque na vila cerca de 40 km a leste da cidade de Beni.

O ADF opera nas densas florestas perto da fronteira com Uganda há mais de três décadas e começou a matar civis em grande número em 2014.

O grupo alinhou-se publicamente com o Estado Islâmico, mas um relatório de junho das Nações Unidas não encontrou evidências de apoio direto do Estado Islâmico ao ADF.

(Por Yomna Ehab)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos