Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    61.727,00
    -1.790,68 (-2,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Esta foto mostra a explosão de uma supernova em galáxia distante

Wyllian Torres
·1 minuto de leitura

O Virtual Telescope Project publicou ontem (10) o primeiro registro da supernova SN 2021dov, localizada na galáxia CGCG 005-038, como parte do seu programa de acompanhamento de supernovas. O fenômeno foi descoberto em 22 de fevereiro deste ano pela Zwicky Transient Facility (ZTF).

O Virtual Telescope é um projeto realizado pelo Observatório Astronômico Bellatrix, na Itália, com administração do astrônomo Gianluca Masi, que consiste em uma rede de telescópios robóticos que podem ser acessados em tempo real pela internet por qualquer pessoa.

O registro da supernova foi feito pelo próprio Masi, através da unidade robótica “Elena”, com a combinação de cinco exposições de 120 segundos, cada. O astrônomo estima que SN 2021dov tenha alcançado um brilho de magnitude aparente 14 e foi classificada como um do Tipo Ia — uma subcategoria para explosões causadas pela morte de uma estrela anã branca. Abaixo, o fenômeno é apontado pela seta à esquerda:

upernova 2021dov na galáxia CGCG 005-038, em 10 de março de 2021 (Imagem: Reprodução/Gianluca Masi)
upernova 2021dov na galáxia CGCG 005-038, em 10 de março de 2021 (Imagem: Reprodução/Gianluca Masi)

O Virtual Telescope Project é gratuito e pode ser usado tanto para estudos quanto apenas para diversão, com exceção de algumas atividades que exigem uma taxa. A intenção do projeto é a participação do público, inclusive para descobertas de supernovas como a SN 2021dov.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: