Mercado fechado

Estação lunar Gateway não será mais essencial para retorno à Lua em 2024

Patrícia Gnipper

Após avaliar mudanças no programa Artemis, que prevê o retorno de humanos à superfície da Lua em 2024, agora a NASA está tirando a estação lunar Gateway da lista de peças essenciais para que tudo isso aconteça dentro do prazo. A estação, que ficará na órbita lunar, ainda será construída e terá papel fundamental no projeto Moon to Mars, no entanto.

A ideia é, neste primeiro momento, contar com soluções mais simples, de acordo com Doug Loverro, chefe da diretoria de voos espaciais da NASA, que falou a respeito com o SpaceNews. A notícia vem logo depois que a agência espacial selecionou as duas primeiras pesquisas científicas que serão realizadas na estação Gateway.

É que, ainda segundo Loverro, "se não é obrigatório, não é necessário". Ou seja: a NASA compreende que o retorno de astronautas à Lua pode acontecer no prazo estabelecido sem o pit-stop na Gateway, que pode ser montada posteriormente e, aí sim, dar continuidade ao programa que prevê não somente a volta de astronautas à superfície do nosso satélite natural, como tudo isso sendo um degrau essencial para a chegada dos primeiros humanos a Marte — algo previsto para meados da década de 2030.

"Ao tirar a Gateway do caminho crítico para o pouso lunar em 2024, acredito que o que fizemos foi criar um programa muito melhor. Francamente, se não tivéssemos feito essa simplificação, eu teria que cancelar a Gateway. Ao simplificá-la e tirá-la do caminho crítico, agora posso mantê-la no caminho certo", declarou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: